23/12/2014 - Deu no Fantástico: 'Me Leva Brasil de Natal' visita cidade no Mato Grosso chamada Feliz Natal

Fundado em 1989, município foi batizado por trabalhadores da região que ficaram atolados na noite de natal no povoado que até então não tinha nome.

O Brasil tem 5561 municípios. Um município deles vai estar na boca do povo nesta semana: Feliz Natal. É o nome da cidade que o Maurício Kubrusly descobriu no Mato Grosso. É o Me Leva Brasil especial de Natal.

Um lugar pequenininho é para onde todo mundo quer ir no Natal. No Mato Grosso, a 500 quilômetros de Cuiabá.

“Moro em Feliz Natal, né?”, diz uma moradora.

Fantástico: É bom morar em Feliz Natal?
Moradora: É, muito bom.

“Muito bom. Uma cidade tranquila, os moradores a maioria todo mundo se conhece”, diz um homem.

São só 12 mil habitantes. E um deles se chama Natalino.

Natalino Passador, aposentado: Vim fuçando, fuçando, e acabei chegando aqui.
Fantástico: Mas veio de onde? Como é que começou?
Natalino: Mato Grosso do Sul.
Fantástico: O senhor sempre trabalhou assim, com a coisa da roça?
Natalino: Sempre. Agora não porque estou parado. Aposentei, mas os filhos estão tocando, estão lá na roça.

Um dos filhos apareceu e começamos a descobrir a origem do nome Feliz Natal.

Fantástico: Você estava lá? Tinha água para todo lado? Como é que era?
José Maria Passador, agricultor: Estava um barreiro.

Foi em 1978. No dia 23 de dezembro, caiu um temporal e as estradas de terra viraram um atoleiro só. “Era aqui o atoleiro. O povo ficou aqui. Eles chegaram dia 23”, diz o agricultor Antônio Debastiani, mostrando o local. Eram trabalhadores das fazendas da região. Eles encheram um caminhão e estavam indo encontrar as famílias, mas não chegaram lá.

“Atolaram dia 23, só saíram dia 27. Como eles estavam trazendo carne de porco, carne de bicho, assaram , aqui no dia de Natal, feliz natal, feliz natal e um louco escreveu aí Feliz Natal em uma árvore e botou uma plaquinha ainda”, explica Antônio.

O nome pegou, o povoado cresceu, e, em 1989, foi fundado o município de Feliz Natal, no coração do Brasil. 

Vem gente de tudo que é lugar. A cantora Simone Juchnievski, por exemplo, se casou com um neto do seu Natalino. A mãe da Simone é gaúcha. “Gaúcha, nasceu no Rio Grande. Daí mudou para Rondônia, em Rondônia conheceu meu pai, que era de Minas Gerais. O Brasil inteiro se encontrou para eu estar aqui hoje”, brinca Simone.

Na escola de Feliz Natal, o Me Leva Brasil conheceu a Heloísa, que tem uma risada linda. Ela nasceu em Portugal. Os pais dela se conheceram lá. “Aí depois de três anos, eu vim pra cá”, explica a menina.

“Por isso que ela é boa em história, a gente estuda muito sobre Portugal”, diz Mateus Lourenço, de 8 anos.

A garotada se diverte com o nome da cidade. “Uma vez uma prima ligou e falou assim, ‘onde você está’? Eu falei Feliz Natal. Feliz Natal para você também”, conta Eduardo Rashimoto, de 8 anos.

Para Sara, quando ela ouve Feliz Natal, é Feliz Natal mesmo! Natal significa nascimento.

Sara Chinaglia, comerciária: Eu nasci dia 25 de dezembro.
Fantástico: Então você nasceu no dia mesmo.
Sara Chinaglia: Bem no dia, é muita coincidência. Dia 25/12.

A Sara veio do Paraná. Ninguém nasce em Feliz Natal, não? Nascer, nascer, não. É que a cidade não tem hospital. Os bebês nascem nos municípios vizinhos e são registrados em Feliz Natal.

Foi assim com o filho da dona de casa Kelly Daiana. “Agora tenho um feliz-natalense”, diz. Sabe o nome do jovem feliz-natalense? Davi. Ele fica tranquilo no meio do povo que toda noite se reúne em torno da árvore.

“Um Feliz Natal a todos os brasileiros em nome da cidade de Feliz Natal”, deseja a dona de casa Neiva Pressanto.

 

Ver vídeo do Fantástico AQUI

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário