24/02/2011 - 09h:23 Ságuas pode propor entendimento entre os grupos de Serys e Abicalil

O grupo político representado pelo deputado federal Ságuas Moraes pretende colocar um ponto final na desgastante disputa interna com o grupo que é liderado pela ex-senadora Serys Slhessarenko, cujo desfecho causou inúmeros prejuízos eleitorais ao Partido dos Trabalhadores (PT) em Mato Grosso.

Em entrevista exclusiva ao Olhar Direto, Ságuas Moraes disse que defenderá o entendimento com o grupo rival para encerrar de vez os conflitos que colaboraram de forma inquestionável para a perda do mandato no Senado Federal para o partido.

Ságuas vai propor que seja dada uma pena de advertência a alguns membros da executiva que fazem parte do grupo da ex-senadora, mas que não fizeram a divulgação do nome nem o número do então candidato ao Senado Carlos Abicalil.

Para o caso da senadora, o deputado considera que uma suspensão temporária de sua filiação, por um período de três a quatro meses, como uma forma de punição satisfatória. De acordo com o parlamentar, o regimento interno do partido é claro ao prever punição de filiados em casos como o que ocorreu durante a eleição de 2010.

”As normas do partido são claras. Houve claro desrespeito ao regimento interno do PT e as punições devem ocorrer. Mas a Serys tem uma história dentro do PT e da política mato-grossense e isso precisa ser respeitado. Vamos debater dentro da executiva uma forma de colocar um ponto final e buscar um entendimento entre as duas tendências. Este vai ser o último ato da eleição de 2010”, pontuou Ságuas.

 

De Brasília - Marcos Coutinho e Vinícius Tavares