24/02/2016 - Pedro Taques entrega 800 mil camisetas de uniforme e revela sonhar com Mato Grosso tendo melhor educação do Brasil

24/02/2016 - Pedro Taques entrega 800 mil camisetas de uniforme e revela sonhar com Mato Grosso tendo melhor educação do Brasil

Quando a estudante Vitória Botelho, 16 anos, matriculada no 9º ano da Escola Estadual Alcebíades Calhao, em Cuiabá, recebeu simbolicamente das mãos do governador José Pedro Taques (PSDB) a primeira das 800 mil camisetas da rede pública estadual, deu a largada para um novo período no ensino público de Mato Grosso. “Cada camiseta custa de R$ 17,00 até R$ 27,00 no mercado consumidor; nas escolas, sai por R$ 3,00 a unidade por aluno, sendo que o dinheiro fica para a própria escola investir na reforma da cantina ou onde melhor aprouver”, afirmou Taques, após trocar beijinhos com Vitória Botelho.
 
Pedro Taques anunciou que vai trabalhar para que Mato Grosso tenha a melhor educação pública do país. “Eu tenho alguns sonhos. Sonho em fazer da educação de Mato Grosso a melhor do Brasil. Cada aluno é responsável por isso. Assim como cada profissional da educação e cada empresário”, afirmou ele.
 
Mais de mil crianças e adolescentes de 12 escolas ouviram do chefe do Poder Executivo o compromisso de que este é apenas o primeiro ano e de que, em 2017, mais 800 mil camisetas serão entregues. Taques aproveitou a presença do empresário Eraí Maggi Scheffer e do presidente da Associação do Produtores de Algodão, Gustavo Piccoli.

“Alguns dizem que [fornecer uniforme escolar] é obrigação do Estado. Mas porque não foi feito antes? Por irresponsabilidade”, disse Taques, respondendo à própria pergunta, para a reportagem do Olhar Direto. “O que Mato Grosso será daqui há algum tempo, depende do que nós faremos. Sejam jornalistas competentes, professores ou pesquisadores, mas pessoas bem preparadas”, justificou Taques.
 
O secretario Permínio Pinto Filho (PSDB), de Estado de Educação, argumentou que deve ser dado um passo de cada vez, para melhorar o sistema. “É um importante componente social, porque subsidia estes uniformes. Mas também assegura mais dignidade aos alunos, que em sua grande maioria são estudantes carentes, que precisam –  e muito –  do apoio do Estado”, emendou Permínio.
 
Gustavo Piccoli lembrou que partiu do governador, numa costura com o vice-governador Carlos Fávaro (PSD), oriundo do agronegócio, a formalização da parceria.  “Verdadeiramente o que nos importa a nós, da Ampa, é saber que a qualidade do algodão produzido em Mato Grosso está chegando às escolas e será reconhecida pelos estudantes, seus pais, professores e boa parte da população mato-grossense”, completou Piccoli.

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário