24/04/2015 - Polícia Civil investiga professor de MMA acusado de agressão

O delegado Fábio Botelho Beccardi, da 2ª Delegacia do Carumbé, abriu na quarta-feira (22) um processo investigativo contra o suposto professor de MMA que espancou um jovem de 24 anos na última quinta-feira (16), nas imediações de uma academia de artes marciais, localizado na Rua 13 de Junho, em Cuiabá. 

De acordo com o delegado, o suspeito pode responder por lesão corporal e tentativa de homicídio. A pena varia de quatro a seis anos de prisão. 

Ainda conforme o Beccardi, as testemunhas do caso já foram intimadas e devem depor ainda nesta semana.

O delegado observou que a principal testemunha para esclarecer o que, de fato, aconteceu é a própria vítima. 

Beccardi aguarda o jovem reunirr condições de saúde para colher seu depoimento. 

O rapaz ainda está internado no Pronto-Socorro de Cuiabá e não há previsão de quando ele deve receber alta. 

O caso

De acordo com o 1º Batalhão da Polícia Militar, o jovem foi até o local tirar satisfação com o professor de MMA, que seria amante da sua namorada.
 
Os dois iniciaram uma discussão e começaram a trocar socos. O jovem ficou com o rosto completamente desfigurado. 

Conforme testemunhas, a vítima tentou fugir, entrando em seu carro, mas o agressor teria destruído os vidros do veículo e continuado a agredi-lo.

Policiais fizeram rondas pela região, mas não conseguiram localizar o agressor.

 

 

Thaiza Assunção 
Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário