24/05/2015 - Avião com Angélica e Luciano Huck, acompanhado dos três filhos e duas babás faz pouso forçado em um fazenda próximo a Campo Grande (MS); 9 feridos nenhum gravemente

Acidente de avião deixa feridos em MS, afirma Corpo de Bombeiros. Vítimas foram levadas por viaturas particulares e resgate, diz coronel. Aeronave se acidentou próximo à MS-080, a 30km de Campo Grande.

 

Uma aeronave de pequeno porte fez um pouso forçado na manhã deste domingo (24) na área de uma fazenda a cerca de 30 km de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul.

Estavam na aeronave o casal de apresentadores Angélica e Luciano Huck, acompanhado dos três filhos e duas babás. A tripulação era composta por um piloto e um copiloto.

Segundo a assessoria da Santa Casa, Angélica sofreu escoriações. Todos passam bem e seriam submetidos a exames de raio-X.

De acordo com o Corpo de Bombeiros e com a Aeronáutica, o acidente ocorreu nas imediações da rodovia MS-080, na saída para a cidade de Rochedo.

A aeronave tinha decolado de Estância Caimam, em Miranda, perto de Bonito, e seguia para Campo Grande.

Perto da aproximação para o pouso, às 10h52, o piloto avisou à Torre de Controle em Campo Grande que estava em situação de emergência e que faria pouso forçado.

Segundo o Coronel Hudson Farias de Oliveira, do Corpo de Bombeiros, nove passageiros ficaram com escoriações leves e alguns foram transportados para a Santa Casa de Campo Grande em carros particulares.

Outros, no entanto, foram levados por quatro carros de resgate dos bombeiros. "Não há vítimas fatais", disse ao G1 o coronel.

 (Foto: Cleber Gelio)

Modelo do avião acidentado
Segundo a Aeronáutica, o avião da Embraer, modelo 820C, matricula PT-ENM. A aeronave pertence à empresa MS Táxi Aéreo. Também segundo a Força Aérea, todas as pessoas que estavam na aeronave foram socoridas sem ferimentos graves.

Investigação
Um helicóptero da Base Aérea de Campo Grande foi deslocado para apoiar nos trabalhos e acompanhar a investigação. No fim da manhã, técnicos do Seripa 4 já foram enviados para acompanhar as investigações.

 

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário