24/05/2016 - Única agência de publicidade com conta da ONU há quase 10 anos chega ao mercado mato-grossense

“Viemos para ficar”. Não falta entusiasmo a Sérgio Silva quando o assunto é a instalação de uma nova sede da agência de comunicação Nova/SB em Mato Grosso. Ele é diretor de planejamento da empresa, que é uma das mais relevantes do país no segmento, presente em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro. “Chegamos com os dois pés. O mercado publicitário de Mato Grosso, o agribusiness, muito nos interessa também”, completa. 

Nova/SB tem apenas 13 anos de existência, mas há quase uma década é vitoriosa de uma disputa com as maiores agências do mundo. Tem há nove anos a conta da ONU e cria trabalhos publicitários que alcançam mais de 190 países por meio da Unicef, Organização Mundial da Saúde (OMS) e Organização Internacional do Trabalho (OIT). 

A sede em Mato Grosso está terminando de ser instalada e começa a funcionar ainda no primeiro semestre de 2016, para atender o Governo de Mato Grosso. A empresa foi uma das cinco selecionadas para prestar serviço ao Executivo Estadual, ao lado de ZF Comunicação, FCS Comunicação, Soul Propaganda e Casa D’ideias em uma licitação cujo contrato é no valor de R$ 70 milhões com vigência de 12 meses, podendo ser prorrogado anualmente por até cinco anos. O certame atualmente está suspenso pela Justiça.

“Temos clientes privados e públicos, mas esses sem ligações políticas. Não tem PSDB, não tem PT. Somos uma agência sem vinculo partidário”, conta Sérgio Silva, ao elencar uma longa lista de trabalhos. O diretor de planejamento ainda explica que a Nova/SB foi criada com foco em tratar de assuntos de interesse público por meio da iniciativa privada, e foi a primeira do país com essa diretriz. 

“A Nova/SB acredita na comunicação como ferramenta para a construção de uma sociedade mais justa e melhor. Por isso criou o Comunica que Muda (conheça aqui), um projeto multiplataforma de comunicação de interesse público que reúne conteúdo de impacto e propõe debates sobre temas importantes para o desenvolvimento da sociedade. Não existe tabu”. 

Além de ser a primeira agência do país a ser escolhida por órgãos da ONU, também foi pioneira a submeter seu código de compliance à CGU e a precursora na criação de campanhas baseadas em neuromarketing no país. Neste último caso, o trabalho conseguiu reduzir significativamente o número de atropelamentos na cidade de São Paulo. 



Homem-faixa reduziu atropelamentos em 32% número de atropelamentos na cidade de São Paulo

Sérgio Silva explica que esta foi a primeira vez que foi utilizado no país técnicas de pesquisa de neuromarketing para mapear o comportamento de motoristas e pedestres em relação à faixa de segurança. A Nova/SB criou um personagem chamado homem-faixa, que trazia a atenção dos motoristas e pedestres à sinalização de trânsito. De acordo com os dados da agência, o trabalho conseguiu reduzir em 32% o número de atropelamentos na cidade de São Paulo e 66,7% o número de mortes na Zona Máxima de Proteção ao Pedestre. 

A lista de clientes da Nova/SB, além dos já citados, tem ainda, por exemplo, Governo Federal, Banco Central do Brasil e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Para a Caixa Econômica Federal, desenvolveu a campanha das Olimpíadas deste ano, para citar mais um caso grande. Para a Sabesp, fez uma campanha em 2013 que viralizou em prol da economia de água, com a dupla sertaneja Fernando e Sorocaba. Para a empresa Metrô, trabalhou pelo fim do assédio e abuso sexual às passageiras. A lista é grande. E deve crescer com os clientes de MT.

 

 

 

Da Redação - Lucas Bólico

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário