24/06/2014 - ARAGUAIA PARA SEMPRE

ARAGUAIA PARA SEMPRE. Esse é o título do novo documentário de Hélio Brito, cineasta tocantinense que tem no currículo 03 documentários de média-metragem exibidos em rede nacional de televisão (“Cadê Profiro”, “Tocantins Rio Afogado”, e  “Ligeiramente Grávidas Uma Transa Brasiliana”), exibidos pela TV Cultura, TV Brasil, TV Senado, TV Senac,  e um longa-metragem de ficção (Corpos Perdidos Na Estrada). O projeto “Araguaia Para Sempre” foi contemplado no Edital “Amazônia Cultural 2013” do Ministério da Cultura e já se encontra em produção. As primeiras gravações aconteceram entre os dias 13 e 20 de junho de 2014, na cidade de Araguacema-TO, cidade centenária, uma das mais antigas do rio Araguaia. A obra terá duração de 55 minutos e será lançada em novembro de 2014, nas cidades participantes. Depois, será exibida em rede nacional de televisão (TV Brasil), e em seguida nas TVs regionais dos estados banhados pelo majestoso rio. Além disso, conversações já estão em andamento, visando uma nova exibição do documentário em rede nacional, desta vez na TV paga, em junho de 2015, ou seja, pouco antes do início da temporada de praias no Araguaia. Posteriormente, será postado na web. “Araguaia Para Sempre” abordará a vulnerabilidade ambiental desse rio, que desautoriza a construção de barragens no seu leito, e mostrará o enorme potencial turístico que ele tem, e que já explora, mas ainda de forma tímida. O objetivo principal do documentário é incentivar o turismo sustentável no Araguaia, transformando-o no mais importante destino turístico do Brasil nos meses de junho a outubro, época em que faz frio em grande parte do nosso país.

O documentário está sendo financiado pelo Ministério da Cultura (80%), com contrapartida de 20% sob responsabilidade do proponente, que neste documentário diz respeito às despesas de hospedagem e alimentação da equipe técnica nas cidades participantes.

Originalmente, o projeto pretendia destacar 02 cidades goianas (Aragarças e Aruanã), 03 cidades matogrossenses (Barra do Garças, Pontal do Araguaia e São Félix do Araguaia), 02 cidades paraenses (Conceição do Araguaia e São Geraldo do Araguaia) e 03 cidades tocantinenses (Araguacema, Xambioá e Araguatins). Mas o recurso disponibilizado pelo Edital “Amazônia cultural” não permite tamanha abrangência, e o diretor teve de optar pelos estados do Tocantins e Pará, por fazerem parte da região norte. Uma pena, pois o diretor Hélio Brito acha que as outras cidades, mesmo não fazendo parte da região norte, não deveriam ficar de fora desse documentário, pois são centros turísticos importantes e devem ser valorizados e destacados também. O Edital não proíbe a participação dessas cidades.

ARAGUAIA PARA SEMPRE (Assessoria de Imprensa)

Comentários

Data: 24/06/2014

De: OSMAR KANT

Assunto: MARAVILHOSO

Lindo de viver!!
Parabéns ao Hélio Brito por tão bela iniciativa.

Novo comentário