24/06/2014 - Polícia Civil prende quatro por ameaçar e impedir passagem de ônibus em Vila Rica

Quatro pessoas foram presas em flagrante e um menor apreendido, em  Vila Rica, durante cumprimento de dois mandados de busca e apreensão, no fim de semana.  Os presos são acusados de impedir a passagem do ônibus escolar municipal, sobre uma ponte, na zona rural.

Os suspeitos, Welbany Ferreira Martins, conhecido como “tripa”; José Nilson Rodrigues da Silva, o "Véio” e Monny Kelly Vaz da Silva, foram autuados por posse ilegal de arma de fogo. O quarto suspeito, Neilson Ferreira Santos, além da posse ilegal de arma de fogo também foi autuado por manter animal silvestre em cativeiro, sem a devida licença ou autorização da autoridade competente. O menor irá responder ato infracional de posse ilegal de arma de fogo.

Durante as buscas foram apreendidas três espingardas, um revólver calibre 38 e diversas munições.

A operação iniciou com a apuração de uma denúncia encaminhada a Polícia Civil, no início do mês de junho, que informava que três posseiros estavam impedindo a passagem do ônibus escolar municipal, danificando a ponte de acesso à Fazenda Elagro. Os suspeitos, portando uma espingarda, um revólver e uma pistola, ameaçaram o motorista e os alunos da zona rural de atear fogo no ônibus se ele continuasse a circular na região.

A Polícia Civil apurou que os posseiros realizavam a função de seguranças da Fazenda Elagro, e portavam armas ostensivamente intimidando os moradores da região. Conforme as investigações, os suspeitos utilizavam um bar às margens de uma estrada vicinal de acesso à propriedade, para observar e abordar os carros que se aproximavam, como uma espécie de “guarita”.

Diante dos fatos, o delegado de polícia João Biffe Junior representou no Judiciário o pedido de busca e apreensão na fazenda e no bar. Em buscas pelo bar, os policiais encontraram uma ave silvestre do tipo “curica”, um revólver calibre 38, municiado com seis projéteis intactos; duas espingardas; diversas munições que eram de propriedade de Neilson, filho do dono do estabelecimento.

Continuando as diligências, na casa onde residiam Welbany, José Nilson, Monny Kelly e o adolescente, a equipe apreendeu uma espingarda calibre 22, 12 munições do mesmo calibre e uma munição calibre 38.

Os autuados foram checados e descoberto que Monny Kelly possui passagem por receptação, José Nilson por furto e Welbany por tentativa de homicídio.

A autoridade policial arbitrou fiança no valor de um salário mínimo para cada um dos quatro presos, que foram liberados após o recolhimento do valor.

 

Escrito por assessoria

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário