24/06/2015 - Grávida morre afogada e marido é atacado por jacaré ao tentar ajudá-la

24/06/2015 - Grávida morre afogada e marido é atacado por jacaré ao tentar ajudá-la

Um homem de 41 anos foi atacado por um jacaré quando pescava com a mulher dele, de 22 anos, na localidade de Baía das Pombas, no Rio Paraguai, em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, no domingo (21). A mulher de Evanildo Penha de Almeida, que estava grávida e possuía deficiência física, morreu afogada. 

 

O corpo dela foi encontrado na manhã desta terça-feira (23) numa região conhecida como 'Touro', conforme o Corpo de Bombeiros.   Internado no Hospital Regional daquele município, Evanildo contou que a mulher usava colete salva-vidas, mas que o equipamento não estava bem preso à ela. "Eu pedia para ela usar o colete, mas ela não usava. 

 

Dessa vez, ela colocou, mas não amarrou. Ela estava presa no meu braço esquerdo, e o jacaré me atacou no braço direito. Aí tive que soltá-la. Nadei uns 10 metros até a margem, onde fui socorrido. Mas ela já tinha desaparecido nas águas. Quem desaparece assim, não volta", afirmou. O delegado Mário Santiago, da Polícia Civil, informou que o casal estava em um barco de pequeno porte quando um barco grande passou perto deles e provocou uma onda. Com isso, o barco se desestabilizou e a mulher caiu na água.   

 

O corpo dela foi encontrado boiando a aproximadamente 15 quilômetros do local onde ocorreu o afogamento e o ataque ao marido dela. Segundo o tenente André Conca Neto, do Corpo de Bombeiros, a mulher estava com ferimentos leves nos ombros. Apesar dos relatos da vítima,o delegado disse que as causas dos ferimentos devem ser apontadas pelo exame de corpo de delito. 

 

De acordo com o delegado, existe a possibilidade de o acidente ter sido provocado pela hélice do barco. O boletim de ocorrência foi registrado por um amigo das vítimas, nesta segunda-feira (22). Elton Rosa de Almeida relatou à polícia que ele e as vítimas estavam em um acampamento e que Evanildo e a mulher dele saíram para pescar de barco. Logo depois, ele disse ter ouvido gritos do filho dele, que disse ter visto o casal cair no rio. 

 

 

 

G1/MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário