24/06/2016 - Com mala de documentos, Riva diz que delação de Mielli é mentira e inclui parlamentares em esquema da Ventríloquo

24/06/2016 - Com mala de documentos, Riva diz que delação de Mielli é mentira e inclui parlamentares em esquema da Ventríloquo

O ex-deputado estadual José Geraldo Riva foi interrogado nesta quinta-feira (23) na Sétima vara Criminal, em Cuiabá e reiteradamente apontou para a necessidade de microfilmagens para comprovar o envolvimento de outras figuras públicas na “Operação Ventríloquo”, que apura um esquema de fraudes em R$ 9,6 milhões, na qual ele é investigado. Riva afirmou ainda que a oitiva realizada com Odenil Rodrigues, momentos antes, foi uma farsa montada em 17 maio deste ano no gabinete do deputado Mauro Savi. Veja resumo da audiência:

 

Na última audiência, do dia 15 de abril, Riva havia declarado estar cansado e chorou ao admitir que, no alto de seus 57 anos, queria agora ajudar a justiça a descobrir a verdade e não mais aceita ser apontado como único mentor do suposto esquema ilegal. “Eu não vou poupar ninguém pela verdade”, declarou na ocasião.

Operação Ventríloquo foi desencadeada pelo Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e teve início a partir da delação premiada do advogado Joaquim Miele, que representava o banco HSBC em uma demanda contra a Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Segundo o MPE, o então presidente afastado da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, José Riva, teria determinado o pagamento de uma dívida na integralidade de R$ 9,6 milhões, em face ao banco HSBC, relativa a débitos em atraso da contratação de seguros saúde para os servidores da Casa de Leis, desde que metade do montante fosse desviado.
 
 
 
 
 

Da Reportagem Local - Jardel Arruda / Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário