24/08/2011 - 08h: MT pode perder R$ 2,5 bilhões em revisão de metas

Mato Grosso pode perder nada menos do que R$ 2,5 bilhões em recursos do Orçamento Geral da União (OGU) para obras de infra-estrutura de transportes. A ministra do Planejamento, Mirian Belchior, determinou a realização de uma revisão do plano de metas dos investimentos do governo federal, que pode provocar a paralisação de diversos empreendimentos, entre eles a conclusão da BR 163, que liga Cuiabá a Santarém (PA).

O alerta foi feito pelo governador do Estado Silval Barbosa (PMDB) durante reunião que manteve nesta terça-feira (23/8) com deputados, senadores, prefeitos e empresários do setor da construção pesada, em Brasília. O recado foi dado em tom alarmante aos participantes do encontro, que também não esconderam o desalento com as intenções do Palácio do Planalto.

Por conta disso, Silval corre contra o tempo com intuito de evitar uma perda que pode causar danos irreparáveis às pretensões de Mato Grosso de consolidar sua ainda limítrofe infra-estrutura de transportes. A ordem é mobilizar a bancada federal, principalmente a ala governista, a buscar soluções com o governo Dilma.

O "corte" foi um dos motivos da vinda do governador a Brasília nesta semana e pode justificar a mudança de comportamento do chefe do executivo mato-grossense, que tem participado de agendas praticamente sigilosas em ministérios em nome da cautela diante de iminente ameaça.

Fontes ouvidas revelam que construtoras responsáveis pela execução de um trecho da BR 163 em território paraense, próximo ao município de Itaitituba, ameaçam parar as máquinas se não houver pagamentos. A obra é considerada essencial para a economia de Mato Grosso.

"Como o governo não está fazendo os pagamentos, os empreiteiros já estão dispensando funcionários e alguns maquinários pesados, que foram alugados mas estão sem uso. Se não houver o pagamento de pelo menos R$ 50 milhões nesta obra até setembro, os empresários estão dispostos a parar", sentenciou um empresário de Mato Grosso, que pediu para não ser identificado.

 

De Brasília - Vinícius Tavares

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

OS COMENTÁRIOS É DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS INTERNAUTAS QUE O INSERIR. O REPÓRTER DO ARAGUAIA ONLINE RESERVA-SE O DIREITO DE NÃO PUBLICAR MENSAGENS COM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO, PUBLICIDADE, CALÚNIA, INJÚRIA, DIFAMAÇÃO OU QUALQUER CONDUTA QUE POSSA SER CONSIDERADA CRIMINOSA. OS COMENTÁRIOS QUE CONTER NOS ITENS CITADOS ACIMA SERÃO EXCLUÍDOS. TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO ARQUIVADOS ATRAVÉS DO IP E SERVIRÃO DE PROVAS CONTRA AQUELE QUE USAR ESTE MEIO DE COMUNICAÇÃO.