24/08/2015 - Imprudência quase causa colisão de avião de Fávaro, que diz que Governo vai punir responsáveis

24/08/2015 - Imprudência quase causa colisão de avião de Fávaro, que diz que Governo vai punir responsáveis

A imprudência de um motorista de caminhão pipa quase causa um grave acidente, no aeroporto de Rondonópolis Marinho Franco, na manhã deste sábado (22). Na aeronave, um bimotor, estavam o vice-governador Carlos Fávaro (PP), o senador José Medeiros (PPS), o deputado Odanir Bortolini (PR) e ainda o secretário estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Marcelo Duarte.

 

Durante a decolagem, o caminhão atravessou e parou no meio da pista. Por sorte, o piloto conseguiu frear a aeronave pouco antes de colidir com o veículo. A imprudência do motorista poderá causar cancelamento do contrato com a empresa que administra o aeroporto. Isso porque, segundo Marcelo Duarte, o Governo tomará providências e medidas judiciais sobre o fato. 

 

Há informações também de que uma reclamação será aberta na Agência Nacional de Aviação (Anac), que recentemente fez uma vistoria no local, acompanhada pela Phenix Serviços Auxiliares ao Transporte Aéreo Ltda – EPP, empresa responsável pela assessoria do aeroporto.

 

Conforme regras, da própria Anac, o piloto deverá reportar no plano de voo o incidente. O fato poderá acarretar uma investigação, por parte do órgão, e com isso Rondonópolis corre o risco de ter os voos suspensos. Em maio deste ano, o Governo por meio da Sinfra, anunciou também o reinício das obras de ampliação do aeroporto, dentro do programa de expansão da aviação regional, do governo federal.

 

Às 16h14 - Fávaro diz que acompanhará processo contra empresa

Após o incidente com a aeronave onde o vice-governador Carlos Fávaro e autoridades estavam, cumprindo agenda no município, o progressita afirma que, agora, o Governo vai responsabilizar a empresa que administra o aeroporto pelo incidente. "Mato Grosso não pode ficar nas mãos de amadores. Vou acompanhar pessoalmente o desdobramento do caso". Segundo Fávaro, o comandante do avião disse que se fosse um pouso de aeronvave comercial teria sido uma tragédia, porque seria impossível evitar a colisão. "Só não aconteceu uma tragédia por se tratar de um monomotor", explica o vice-governador.

 

Todos já retornaram a Cuiabá, após cumprirem os compromissos em Rondonópolis. Eles voltaram de avião.

 

Às 18h26 - Senador detalha momento do incidente

O senador José Medeiros (PPS) relata como surreal a situação pela qual passou momentos antes de embarcar para Itiquira. De acordo com o socialista, o acidente foi evitado devido à experiência do piloto. "O comandante chegou a explicar aos tripulantes que se fosse necessário teria jogado o avião para fora da pista. Isso foi evitado porque houve tempo para parar o avião antes de colidir com o caminhão", explica.

 

 

 

Alline Marques e Jacques Gosch

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário