24/09/2013 - A cultura da soja em debate

A abertura oficial do plantio da safra de soja 2013/2014 no Brasil acontece na quinta-feira, 26, a partir das 15h (horário de Brasília), com transmissão, ao vivo, pelo Canal Rural, e presença da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e do governador de Mato Grosso, Silval Barbosa. As atrações já começam nesta quarta-feira, 25, com fóruns, palestras e painéis a partir das 09h30, direto da sede da Embrapa Agrossilvipastoril, em Sinop (MT)

 

 

Que tecnologias estão por trás das lavouras que vêm garantindo os sucessivos recordes nas safras de grãos no Brasil? Temas como estes estão na pauta dos fóruns, palestras, painéis e discussões que fazem parte da programação da abertura oficial do cultivo no país, no auditório da Embrapa Agrossilvipastoril, em Sinop, Mato Grosso, com entrada gratuita para o público.

 

O evento tem seu momento máximo na quinta-feira, 26, às 15h, quando será aberto oficialmente o plantio da oleaginosa, mas desde a manhã de quarta-feira, 25, os debates serão em torno da produtividade, expansão da lavoura em áreas de pastagens, combate as pragas e doenças que trazem enormes prejuízos aos produtores. As atividades começam às 09h30 com a abertura geral e workshop com participação do diretor de conteúdo do Canal Rural, Julio Cargnino, e o chefe-geral da Embrapa Agrossilvipastoril, João Flávio Veloso Silva.

 

Das 10h às 11h30, Kellen Severo ministra o fórum “Desafios da Alta Produtividade”, onde vai apresentar as novas tecnologias e seus entraves, quais os desafios de se alcançar altas produtividades, abordando adubação, o futuro da agricultura de precisão biotecnológica, e a importância da mão de obra qualificada. A  abertura do fórum será feita por Glauber Silveira, presidente da Aprosoja Brasil, e participam do debate: Amélio Dall'Agnol (chefe adjunto de Transferência de Tecnologia), Luciano Shiratsuchi (pesquisador da Embrapa Agrossilvipastoril), Tiago Matosinho (superintendente do Senar MT), Odílio Balbinotti Filho (Vice-presidente do CESB) e Inácio Modesto Filho (diretor do setor de Produção do Grupo Bom Futuro).

 

Das 11h30 às 12H, Áureo Lantmann, pesquisador e consultor do Projeto Soja Brasil apresentará palestra com o balanço e perspectivas do projeto.

 

Das 12h00 às 12h30 a palestra “A Importância dos  micronutrientes para o cultivo da  soja” será ministrada por Livia Tiraboschi, consultora de marketing, desenvolvimento e inovação da Yara Brasil, que explicará para o agricultor como devem ser as aplicações de fertilizantes para conseguir o máximo de produtividade em suas plantações. “Não adianta ter um maquinário de última geração ou as sementes com melhores tecnologias, se não houver investimento em nutrição, que é possível com o uso de fertilizantes quando aplicados da forma adequada, ou seja, é preciso trabalhar em cadeia e atender a todas as necessidades nutricionais da planta para obter um aumento de produtividade”, diz.

 

Kellen Severo volta ao auditório entre 15h e 16h30 para apresentar o fórum “Impactos do avanço da soja nas pastagens brasileiras”, onde será discutido o avanço da cultura no país, novas áreas e ocupação, incluindo áreas de pastagens, custos e a integração lavoura-pecuária. Participam do debate Lineu Domit (pesquisador da Embrapa Agrossilvipastoril), Neri Geller (secretário de Política Agrícola do MAPA), o produtor rural Eraí Maggi, o pecuarista e presidente do Sistema Famato, Rui Prado, e Otávio Celidônio, superintendente do IMEA.

 

Das 17h às 18h30, o jornalista João Batista Olivi comanda o Painel Técnico Soja Brasil com o tema “O desafio de enfrentar as novas pragas e doenças” com participação de Rafael Major Pitta (pesquisador da Embrapa Agrossilvipastoril), Daniel Sosa (pesquisador da Embrapa Soja), Luiz Nery Ribas (diretor técnico da Aprosoja Mato Grosso), Glauber Silveira (presidente da Aprosoja Brasil), e Wanderlei Dias Guerra, coordenador da comissão de defesa vegetal do MAPA no Mato Grosso.
    

Na quinta-feira, 26, das 09h30 às 10h, a “Agricultura de Precisão de Modo  Simples” é o tema da palestra de Carlos Schmidt, especialista de Produto Agricultura de Precisão da New Holland. Na ocasião ela vai dar dicas importantes de como usar, de forma simples, esta tecnologia de informação que estuda solo e clima para implantação do processo de automação da agricultura, dosando adubos e agrotóxicos, com redução de custos, aumento de produtividade e diminuição da contaminação na natureza.

 

Das 10h às 10h30, Renato Carvalho, líder de Manejo de Pragas da Monsanto do Brasil ministra a palestra: “Por que Fazer Área de  Refúgio”. Durante o trajeto Soja Brasil, a Monsanto reforçará as recomendações para o correto uso da Intacta RR2 PRO™, com destaque para o refúgio estruturado. “É muito importante que os produtores façam o refúgio, uma prática essencial em todas as tecnologias que tragam a característica de resistência a insetos”, enfatiza Marcelo Gatti, gerente da área na multinacional. Segundo Gatti, a forma correta de fazer o refúgio é reservar 20% da área total de soja para o plantio de sementes RR1 ou convencionais (ou seja, qualquer semente de soja que não seja Intacta RR2 PRO™). Todas as áreas de Intacta RR2 PRO™ devem estar a, no máximo, 800 metros de uma área de refúgio. “O refúgio, como parte das práticas de manejo integrado de pragas (MIP), é o que garante a preservação da tecnologia de controle a lagartas, pois reduz as chances de insetos resistentes à tecnologia gerarem um descendente também resistente”, diz.

Das 10h30 às 12h00, o Painel Soja Brasil traz para debate o tema “Os cenários de mercado e o futuro da safra”. João Batista Olivi media o tema que tem participação de Ivan Wedekin (diretor geral da BBM) e Daniel Ferreira (diretor técnico do IMEA)

 

Das 12h às 12h30, “Um Planeta Faminto” é o tema da palestra de Fábio Minato, gerente de Marketing de Proteção de Cultivos da BASF. Na pauta, Minato apresenta a competitividade do agricultor brasileiro, trazendo dados da evolução da agricultura brasileira na produção de alimentos para a crescente população mundial, que saltará para 9,3 bilhões em 2050. A palestra demonstra a responsabilidade da agricultura para atender a demande de alimentos e outros bens como energia, biocombustível, vestuário, alimentos, entre outros. E, ainda, o valor do agricultor para a sociedade, seu amor pela terra e pela natureza.

 

Das 15h às 17h acontece a cerimônia oficial do plantio da safra de soja 2013/2014, com apresentação do João Batista Olivi. O evento contará com a presença da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, do secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Neri Geller, do governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, e do senador Blairo Maggi, além de parlamentares, autoridades governamentais, empresários e líderes do agronegócio nacional.

 

Acompanhe ao vivo

 

Os fóruns temáticos e a abertura oficial do plantio poderão ser acompanhados também na internet pelo site C2Rural (www.c2rural.com.br) e pelo especial do projeto no portal RuralBR (www.projetosojabrasil.com.br). O internauta poderá participar pela página do projeto no Facebook (facebook.com/projetosojabrasil). Também já está disponível um aplicativo gratuito para download em tablets e smartphones, com novidades, notícias, previsão do tempo, cotações e muito mais.

 

O evento é uma realização do Canal Rural, da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar MT). O apoio regional é da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja MT), do Sindicato Rural  e da Prefeitura de Sinop. O projeto conta com coordenação técnica da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e consultoria de Safras & Mercado. O patrocínio é de BASF, Intacta,  Mitsubishi Motors e New Holland, e o apoio de Yara Brasil Fertilizantes.

 

Expedição pelo Brasil começa em outubro

  

A  segunda edição do Projeto Soja Brasil se prepara para o início de mais uma expedição, depois de  percorrer a principal região produtora de grãos dos Estados Unidos, e promover durante a Expointer, em Esteio (RS), um dos mais polêmicos fóruns do setor com o tema demarcação de terras e direito dos produtores rurais. A viagem começa no dia 27 de outubro,  com a meta de percorrer mais de 40 mil quilômetros em 13 estados brasileiros, visitando lavouras e abordando temas inerentes à produção de soja: clima, sementes, controle de pragas e doenças, custo de produção, diferentes situações de fertilidade e adubação, manejo de cultura, alternativas de sucessão e rotação de cultura, além de abordar as condições de mercado. 

 

A expedição, que termina no início de março na Expodireto de Cotrijal, em Não-Me -Toque (RS), conta com duas equipes com jornalistas do Canal Rural, pesquisadores da Embrapa, consultores de Safras & Mercado e especialistas da Aprosoja Brasil. Em Mato Grosso, instrutores do Senar MT levarão capacitação aos trabalhadores rurais.   

 

Sobre o Canal Rural 

O Canal Rural é a principal plataforma de comunicação especializada em agronegócio no Brasil. Além da TV segmentada mais assistida pelos tomadores de decisão do setor, segundo pesquisa IpsosMarplan (2010), a marca engloba portal de notícias, leilões, eventos, aplicativos e educação para o agronegócio. Lançado em 1996, o Canal Rural leva informação e entretenimento aos milhões de produtores espalhados pelo País e aos “produtores de milhões”, que garantem ao setor participação de aproximadamente 25% no PIB brasileiro.

 

Fonte: Rute Araújo

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário