24/10/2015 - Piloto passa mal e é socorrido ainda no ar

O piloto da Gol que conduzia o voo 2056 de São Paulo a Cuiabá na tarde desta sexta-feira (23) precisou ser socorrido durante a viagem. Ele passou mal e o co-piloto teve que assumir o controle da aeronave.

O analista de sistema, Ewerton Honorato, 29, relatou que a equipe anunciou no microfone se havia algum profissional de saúde dentro do avião para fazer os primeiros socorros. "Foi um desespero total, porque ninguém da equipe falou o que estava acontecendo, só pediram ajuda".

Ewerton informou que alguns passageiros ficaram nervosos e começaram a chorar. "O piloto foi atendido por um passageiro que disse que era da área da saúde. Ele ficou uns 40 minutos dentro da cabine, não sei dizer se ele era médico".

Honorato destacou que a decolagem em São Paulo já havia registrado problemas. Passageiros precisaram trocar de aeronave. "Quando trocamos de voo, as pessoas escolhiam os locais onde queriam sentar. Teve uma senhora que reclamou porque ela havia comprado uma poltrona e teve que sentar em outra".

Outro lado
Entramos em contato com a assessoria de imprensa da Gol e até a publicação da matéria não tivemos retorno.

 

 

Soraya Medeiros, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário