24/10/2015 - Representantes do Fundo Amazônia visitam ações do Projeto Sociobiodiversidade no Xingu

24/10/2015 - Representantes do Fundo Amazônia visitam ações do Projeto Sociobiodiversidade no Xingu

Em São Félix do Araguaia, a equipe do Fundo Amazônia/BNDES visitou a sede da ANSA (Associação de Educação e Assistência Social Nossa Senhora da Assunção) e aproveitou para conhecer também a Fábrica de Polpas Araguaia e o Viveiro de Mudas, administrados pela ANSA. Na Terra Indígena Marãiwatsédé, eles visitaram a aldeia mais antiga e a aldeia que está sendo aberta, vendo de perto a disponibilidade de água na Terra Indígena. O BNDES apoiou a implantação do sistema de água, construção da casa de sementes e sala de reunião na aldeia Marãiwatsédé. Em Canarana, a equipe conversou com técnicos da Rede de Sementes do Xingu e conheceu a Casa de Sementes.

Eduardo Klingelhoefer de Sá, analista de projetos do Fundo Amazônia, disse que o trabalho com as comunidades desenvolvidos dentro do Projeto Sociobiodiversidade no Xingu lhe tocou muito: “Uma coisa que me chamou muita atenção nessa visita é o entusiasmo não apenas do ISA, mas também da ponta, dos trabalhadores, das pessoas da coleta de sementes, muito entusiasmados com o trabalho delas, as senhoras tendo uma nova fonte de renda, garantindo uma renda adicional para a família. Devido a degradação, é um trabalho digamos, quase que hercúleo, que exige muita perseverança e otimismo”. Eduardo disse também que a demanda por sementes florestais deve crescer muito nos próximos anos e serão necessárias muitas outras redes de sementes para suprir a demanda. “Acho que essa iniciativa da Rede de Sementes do Xingu pode criar um efeito multiplicador para o país todo… A Rede é um exemplo, uma iniciativa e uma inovação”, conclui.

Daniela de Paula, que trabalha no ISA como gestora técnica do Projeto Sociobiodiversidade no Xingu, disse que a visita foi muito proveitosa, pois foi possível identificar vários resultados concretos das ações desenvolvidas com benefícios ambientais e sociais para região do Xingu-Araguaia. “No PA Macife conversamos com o grupo de coletores e ficamos impressionados com a animação do grupo. Ouvimos vários relatos que comprovam que a renda com a venda das sementes contribui diretamente para a melhoria de vida das famílias, como apoio para os filhos fazerem faculdade, compra de veículos e equipamentos”.

 

 

 

AXA
Rafael Govari – ISA

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário