25/02/2011 - 09h:14 Indignados, moradores interditam MT 480 em busca de melhorias

Se em pleno centro da cidade de Tangará da Serra, no médio norte do Estado, a situação das ruas está em estado lastimável, imagine então em bairros afastados do centro, que há anos sofrem com o esquecimento do Poder Público. Na quarta-feira, moradores do Bela Vista, indignados com o "abandono", interditaram a MT 480 em busca de melhorias. O protesto, que começou por volta das 12h30, após uma chuva, encerrou somente com a chegada do representante do Executivo municipal.

“Há dois anos que estamos nesse sofrimento, pois nos colocaram aqui e nos prometeram estrada, asfalto e muitas outras coisas. Mas o que temos aqui? Só sofrimento, promessa, promessa e mais promessa. Estamos abandonados”, desabafou a moradora do bairro, Rosa Rodrigues, indignada com a situação, afirmando não terem também assistência médica, creche, escola, e outros. “Cansamos de tanto pedir no ano passado para que arrumassem as nossas ruas, do bairro e a entrada, e agora, com chuva, vieram e fizeram essa estupidez”, criticou.
    
Segundo a moradora, as máquinas da Secretaria Municipal de Infraestrututra (Sinfra) começaram a trabalhar no local (estrada de acesso ao bairro) na manhã de quarta-feira, porém, antes das 10 horas já haviam deixado o local. “Aí vem aqui, em pleno dia de chuva, e deixam essa situação. Não tem como passar”.

No Bela Vista, os moradores têm que percorrer cerca de dois quilômetros a pé para chegar ao asfalto. O barro e o mato também tomam conta do bairro. A pavimentação feita com ´pó de pedra´ já está em péssimas condições e formam-se crateras.
    
O secretário municipal de Infraestrutura, Paulo Porfírio, esteve no local e disse que os trabalhos foram realizados a pedido do presidente do bairro. “O presidente pediu para que tampássemos os buracos. Sou contra fazer este tipo de trabalho neste período de chuva, mas a pressão foi muito grande”, explicou, solicitando ainda na tarde de ontem que fosse realizado um trabalho paliativo no local, retirando o excesso de lama. “Vamos esperar ´abrir´ o tempo para arrumarmos essa estrada e as ruas do bairro”, prometeu.
    
Ainda em relação a melhorias para o bairro, Porfírio disse que está aguardando a liberação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente para construção de uma ponte sobre o Araputanga, interligando o Residencial Bela Vista à Avenida Tancredo Neves, diminuindo a distância do bairro ao Centro. O projeto da interligação está com a Sema, pois passa em área de preservação permanente, com a construção da ponte.
    
No bairro moram atualmente cerca de 730 moradores, em 200 casas, e mais 111 estão sendo construídas. “E esses moradores que virão, terão o mesmo nível de tratamento que a gente. Sem asfalto, sem escola, sem dignidade”, finaliza a moradora.

 

Fabiola Tormes
Diário da Serra Online