25/02/2015 - Janaína cita Bíblia para defender Riva e não poupa críticas ao governador

A deputada estadual Janaína Riva (PSD) usa a tribuna da Assembleia, na noite desta terça (24), para defender o pai José Riva (PSD), preso no último sábado (21), na Operação Imperador, desencadeada pelo Gaeco, sob a suspeita de ter desviado cerca de R$ 60 milhões do Legislativo, através de contratos fraudulentos para serviços gráficos. A social-democrata cita trecho da Bíblia para dizer que os fatos serão esclarecidos para reestabelecimento da verdade. “Neste aspecto da transparência cito o apóstolo Lucas, que em seu capítulo 8, versículo 17 diz: Porque não há coisa oculta que não haja de manifestar-se, nem a escondida que não virá à descoberta”.

 

Janaína ainda afirma que jamais deixará de agradecer Riva pelas conquistas e atribui ao ex-deputado os 48.171 votos obtidos nas eleições de 2014. “Sabe aquele tipo de pessoa que te ensina a lutar, a crescer, a superar dificuldades? Assim é o meu pai. Seja ele presidente deste Poder, esteja ele sofrendo privação de liberdade, continua sendo meu pai, o homem que terá sempre a minha defesa e o meu amor”, completa.

 

A deputada também diz que a família Riva confia na Justiça e no trabalho dos advogados. Além disso, agradece o apoio dos amigos conquistados durante a trajetória política do pai, que esteve durante 20 anos se revezando em cargos de comando na Assembleia. “Saberemos esperar com confiança em dias melhores para todos nós. Meu foco hoje é este Parlamento. Fomos todos eleitos de forma republicana, no meu caso com 48.171 votos de confiança dos cidadãos deste Estado, para que juntos, cumpríssemos uma nobre missão de cuidar de Mato Grosso”.

 

No grande expediente, Janaína aproveitou para criticar o Governo Pedro Taques (PDT), lembrando que a nova gestão estadual está chegando aos 60 dias e que palavras de efeito não tapam buracos, não reformam hospitais e não dão conta de segurar a onda de violência que assola o Estado. “Só se fala em auditorias e devassas. Nada de obras e projetos. Os dois olhos voltados para o passado, para o Governo que já foi. Sequer uma olhadela ao horizonte que promete a Mato Grosso uma infinidade de oportunidades”. 

 

De acordo com Janaína, Taques questionou nas redes sociais o que é o Estado de Transformação? Na opinião da parlamentar, a resposta é a passagem do discurso para ação. “Governar por decretos é incompatível com o atual estágio de nossa Democracia. As reformas institucionais e políticas precisam passar por este Parlamento ”. No discurso, a social-democrata ainda defendeu a instauração de CPIs para investigar as obras da Copa e a execução do VLT. Segundo ela, os parlamentares têm obrigação de apontar os verdadeiros culpados pelas irregularidades. “Não tenho nada a temer”, conclui.

 

 

Jacques Gosch

Comentários

Data: 26/02/2015

De: eleitor

Assunto: riva

CRIA VERGONHA USAR A BIVLIA P DEFENDER ESSE BANDIDO

Novo comentário