25/03/2014 - Juiz encontra ata perdida de Taques e decidirá sobre perícia

O juiz eleitoral José Luiz Blaszak encontrou a ata original da troca dos suplentes do senador Pedro Taques (PDT) nas eleições de 2010, que é suspeita de ter sido fraudada. 

De acordo com o juiz, o documento estava dentro da ação declaratória de nulidade de ata de convenção partidária e de registro de candidatura movida pelo 2º suplente, Paulo Fiuza (SDD), que pretende ser “promovido” ao posto de 1º suplente, hoje ocupado por José Antônio de Medeiros (PPS). 

Na semana passada, o pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) havia determinado que os representantes da coligação entregassem o documento em 48 horas, porque no processo em julgamento, uma ação de impugnação de mandato eletivo (AIME), movida pelo candidato derrotado Carlos Abicalil (PT), constava apenas uma cópia da ata. 

Sem perspectivas de encontrar o documento, o advogado José Antônio Rosa chegou a cogitar "refazer" a ata e recolher novamente todas as assinaturas. 

“Quando a ação declaratória chegou às minhas mãos, eu determinei o apensamento dos documentos originais do registro de candidatura, pois o Paulo Fiúza pediu perícia. Porém, o processo só voltou para o meu gabinete no dia 14 de março, às vésperas do julgamento do pleno. Quando vi a ata no processo, na última sexta-feira (21), entendi o que tinha acontecido”, explicou o juiz.

Agora Blaszak decidirá, de forma monocrática, se o documento será submetido a perícia ou não. Caso seja deferida, a perícia grafotécnica, que será realizada pela Polícia Federal, analisará se houve falsificação das assinaturas e rubricas no documento. A ação está nas mãos do juiz eleitoral Samuel Dalia, que pediu vistas do processo e deve devolvê-lo na sessão desta terça-feira (25).

 

LAÍSE LUCATELLI

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário