25/03/2015 - Governo retém parte do duodécimo e AL economiza R$ 20 milhões; Maluf diz que valor será repassado à saúde

A Mesa Diretora da Assembleia, que assumiu em 1º de fevereiro de 2014, já conseguiu economizar R$ 20 milhões. O valor resulta do acordo firmado entre o presidente do Legislativo Guilherme Maluf (PSDB) e o governador Pedro Taques (PDT) para contingenciamento dos repasses do duodécimo. De acordo com Maluf, o Governo reteve R$ 16 milhões referentes aos repasses de fevereiro e março. “No próximo mês, serão retidos mais R$ 4 milhões do duodécimo para atingir a meta de R$ 20 milhões”, explica.

 

O tucano afirma que os R$ 20 milhões economizados serão investidos na compra de 150 ambulâncias, que serão distribuídas aos municípios e para realização de mutirões de cirurgias com objetivo de reduzir as filas do SUS. “Pela primeira vez na história a Assembleia economiza recursos, possibilitando a aplicação na área da saúde. Estamos ajudando o Governo e atendendo reivindicações dos prefeitos”.

 

A economia do montante é resultado da redução do duodécimo que deveria chegar a R$ 420 milhões em 2015. Segundo Maluf, apesar da previsão aprovada pela legislatura anterior, o acordo firmado com Taques contempla o repasse de somente R$ 400 milhões ao longo do ano. “A economia será ainda maior se consideramos o corte do número de comissionados, a revisão dos contratos e outras medidas previstas na reforma administrativa”, conclui.

 

Emendas

Conforme Maluf, parte dos deputados estaduais resiste ao acordo firmado com o Executivo, reivindicando que a economia de R$ 20 milhões fosse destinada às emendas parlamentares. Entretanto, foram convencidos da necessidade da Assembleia colaborar com o Governo no atendimento das demandas urgentes da saúde. “Emendas só no segundo semestre ou em 2016”, pontua o presidente.

 

 

Jacques Gosch

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário