25/04/2011 - 09h:52 1.815 militares, entre oficiais e praças, foram promovidos nesta quinta-feira (20)

1.815 militares, entre oficiais e praças, foram promovidos  nesta quinta-feira (20)

 

Em solenidade marcada por discursos que sinalizaram o sentimento de reestruturação da Polícia Militar do Tocantins, foram promovidos pelo Governo do Estado, na manhã desta quinta-feira, 21 de abril, 1.815 militares - entre oficiais e praças. O evento contou com a presença do governador Siqueira Campos e foi realizado no QCG – Quartel do Comando Geral da PM, em Palmas. A data faz alusão ao dia do patrono das polícias do Brasil - Joaquim José da Silva Xavier – o Tiradentes. Houve também a entrega do ‘Espadim Tiradentes’ à 5ª turma de 44 cadetes do Curso de Formação de Oficiais (CFO), da Academia de Polícia Militar do Tocantins. A lista completa com as promoções pode ser conferida no site www.diariooficial.to.gov.br.

Em seu pronunciamento, o governador Siqueira Campos ressaltou o reconhecimento do Governo aos valores de justiça, ao trabalho, e à abnegação e hierarquia dos militares no exercício de suas funções. “Congratulo-me com vocês por este momento. Com isso temos também a ampliação das responsabilidades para mantermos a segurança que é desejada por todos os setores da sociedade. É o reconhecimento [promoções] do povo e do Governo Siqueira Campos. (...) Nada vai abalar esse orgulho construído por vocês. Nossa missão é servir a Deus”, disse o governador, antes da assinatura do ato que promoveu o tenente coronel Messias Lopes ao posto de coronel. O ato simbolizou as demais promoções...

 

O comandante geral da PMTO, coronel Marielton Francisco dos Santos, em seu discurso, ressaltou que o empenho da Polícia Militar deve ser sempre pela manutenção da ordem pública. “O trabalho do policial é mais do que uma profissão, é uma vocação. Agradeço ao governador Siqueira Campos pelo apoio e reconhecimento à Corporação, parabenizo os cadetes e a Academia de Polícia pelo trabalho e também a todos os promovidos, um reconhecimento pelo papel de cada um, que agora terão uma melhora em sua qualidade de vida”, disse o comandante. Ele também frisou a redução nos índices de natureza criminal no Estado durante os 100 primeiros dias do atual Governo.

De acordo com o coronel, em 2010 foram 8.646 casos, e no mesmo período de 2011 esse número baixou para 7.238 ocorrências – uma redução de 20%. À imprensa, o comandante falou da necessidade de realizar um concurso público na PM e que o assunto já está sendo tratado com muito critério e planejamento pelo Governo do Estado. Ainda segundo o coronel, os últimos 8 anos revelam um déficit de pouco mais de 900 militares no Estado. “Esta é uma questão [concurso] que está sendo analisada com muito planejamento pelo Governo”, concluiu.

EMOÇÃO

Para o cadete Francisco Augusto Vidal dos Santos, 30 anos, receber o Espadim “é uma emoção muito grande, porque quando eu era soldado sempre me dediquei, estudei muito para continuar a fazer um trabalho sério para a sociedade, no sentido de melhorar a segurança pública”, disse. Santos é natural do Mato Grosso do Sul, militar desde 2003 naquele Estado e reside no Tocantins desde agosto de 2010, quando foi aprovado para o CFO.

PROTOCOLO

O evento também contou com a presença do vice-governador do Tocantins, João Oliveira; secretários de Estado, deputados estaduais, vereadores e outras autoridades militares e civis. Pelotões de alunos do Colégio Militar de Palmas, CIOE (Companhia Independente de Operações Especiais), Cipama, do 1º e 6º BPMs, da Academia de Polícia Militar Tiradentes, Banda de Música e de militares do QCG estiveram posicionados no pátio do Quartel, quando cumpriram todo o ritual da solenidade, a exemplo dos respectivos desfiles, execução do Hino Nacional, entrega simbólica do Espadim e revista de tropa.

ESPADIM

Nas Polícias e Corpos de Bombeiros Militares, o Espadim recebe o nome de seus patronos, sendo conhecido como “Espadim Tiradentes” nas Polícias Militares, e de “Espadim D. Pedro II” nos Corpos de Bombeiros Militares. É entregue ao cadete no primeiro ano de curso. O Espadim Tiradentes faz referência e culto à memória do Mártir da Inconfidência Mineira, Alferes da Tropa de Cavalaria de Minas, Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, patrono das Polícias do Brasil, conforme estabelecido no Decreto nº 9.208, de 29 de abril de 1946.