26/04/2011 - 08h:58 Servidores da saúde aprovam reajuste e 'anulam' greve

Após inúmeras reuniões os servidores da Saúde de Mato Grosso acataram a proposta do governo referente à reestruturação do Plano de Carreiras, Cargos e Salários da categoria. A decisão foi tomada após assembléia geral realizada na tarde desta segunda-feira (25) e acaba com a possibilidade de greve.
Com o reajuste, os profissionais de nível superior do Sistema Único de Saúde (SUS) receberão um aumento real de 8% e mais 6.49% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Já os técnicos do SUS terão um aumento real de 17% e 6% do INPC.
Além dos reajustes salariais, o novo PCCS modifica a metodologia de pagamento do plantão, criou-se um banco de horas e ainda possui diretrizes de política de saúde dos trabalhadores.

A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da saúde e Meio Ambiente de Mato Grosso (Sisma-MT), Aparecida Silva Rodrigues, explicou que a diferença é grande no aumento real devido a disparidade que ocorre há 11 anos entre técnicos e profissionais de nível superior.
A negociação para reestruturação da carreira da saúde vem sendo negociada desde 2009 e não sofria reajuste desde 2004. Esta semana deverá ocorrer uma nova reunião esta semana com o secretário de Administração, Cesar Zílio, e a equipe sistêmica do governo para fechar a redação final da proposta, que será encaminhada para a Assembléia Legislativa até dia 30 de abril.
Aparecida informou que o secretário de Estado de Saúde, Pedro Henry, participou de toda a negociação de forma direta.

 

Da Redação - Alline Marques