25/04/2012 - PM exonera três soldados por corrupção e um por tráfico

 

O Comando da Polícia Militar de Mato Grosso publicou no Diário Oficial desta terça-feira (24) a exoneração de três soldados lotados no Gefron e acusados dos crimes de “corrupção passiva”, “descaminho” e “formação de quadrilha” e um por tráfico de drogas.

Em 2007, Romagno Gomes de Oliveira, Heverthon Dias Moura e Elcio do Nascimento Justino foram denunciados por valerem-se da função de vigilância e controle na fronteira do Brasil com a Bolívia, permitindo a entrada de produtos irregulares em troca de vantagens ilícitas dos “sacoleiros”. Com isso, no mês de março de 2007, o Ministério Público Militar ofereceu denúncia ao Juízo da 11ª Vara Especializada da Justiça Militar Estadual, em desfavor dos três, solicitando inclusive suas prisões preventivas, o que foi acatado por aquele juízo.

Investigação do Ministério Público Militar, por meio da atuação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), comprovou que os soldados teriam se corrompido através do esquema de pagamento de propina, valores que eram depositados diretamente em suas contas bancárias sem que houvesse qualquer melindro para tal conduta reprovada.

A Portaria 147 da Polícia Militar justifica a exoneração dos três soldados: “Além do mais não há que se falar em ignorância acerca das condutas transgressivas, uma vez que tinham pleno conhecimento das condutas praticadas, sendo estas bastante costumeiras, conforme demonstrado através das investigações.”

O três soldados do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) Romagno Gomes de Oliveira foram presos no dia 08 de março de 2007, uma quinta-feira, com mais sete colegas sob a acusação de corrupção e formação de quadrilha. Os policiais foram acusados de manter um esquema de corrupção que previa a cobrança de valores variados para liberação do contrabando de produtos adquiridos na Bolívia. As investigações concluíram, por exemplo, que por cada pneu que passava pela fronteira os policiais recebiam R$ 30 reais. E que uma única carga, um caminhão carregado de roupas, pneus e outras mercadorias, rendeu a eles R$ 10 mil.

Tráfico em drogas

O Comando da Polícia Militar também publicou nesta terça a exoneração do soldado do Batalhão de Guardas da Polícia Militar, Fabio Barbosa Duarte, preso em flagrante ao tentar entrar na Penitenciária Central de Cuiabá (antigo presídio Pascoal Ramos), com 783 gramas de maconha, dois aparelhos celulares, dois carregadores de celular e sete chips. A prisão aconteceu na manhã do dia 11 de maio de 2012.



Sandra Carvalho – Da Editoria

Comentários

Data: 25/04/2012

De: EU

Assunto: assim

E assim que a policia vai apurando peçoas que e abitos pra um serviço de qualidade e espulssando badidos que veste farda pra aproveitar e fazer coisa errada parabens comando da policia.

Novo comentário