25/04/2013 - Acusado de comandar arrombamento a caixa eletrônico, bancos e fuga na Penitenciária Central está preso na Bahia

O chefe de um grupo especializado em assalto a bancos e carros fortes em Mato Grosso foi preso pela Polícia Civil no município de Feira de Santana, na Bahia. O preso também é suspeito de ser o mandante da explosão do muro da Penitenciária Central, em agosto passado, quando fugiu 35 detentos da unidade. 

Lindomar Alves se passou por um fazendeiro, no estado de Goiás e já estava sendo investigado pela Polícia Civil. Ele é apontado pelo Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO) como líder de uma quadrilha de alta periculosidade, que roubou e fez reféns pessoas no Banco do 
Brasil em Campo Novo dos Parecis e assaltou um carro forte no município de 
Jangada, ano passado. 

Segundo o delegado Flávio Stringuetta, Lindomar seria o mentor dos crimes. “Eles esquematizava os assaltos e os praticava. Em várias filmagens que usamos na investigação percebemos que ele é o primeiro que entra nas agencias e quem escolhe os reféns”, disse o delegado. 

Ainda de acordo com o GCCO, os criminosos conseguiram reunir mais de R$ 20 milhões após todas essas ações. “Só Lindomar já é dono de R$ 5 milhões. Tudo fruto de crimes organizados e planejados por ele próprio”, contou Flávio Stringuetta, chefe do GCCO.

Após a prisão de Lindomar, mais cinco já foram presos esta manhã em Mato Grosso em uma operação que começou por volta às 06 horas. Dos 31 mandados de busca e apreensão que foram expedidos no país, 12 serão compridos no Estado.

 

Da Redação - Max Aguiar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário