25/04/2014 - Entrega de casas torna lançamento de pré-campanha à reeleição de Dilma; Silval recebe elogios

Sob aplausos, gritos de histeria, assovios e cântico de campanha – “olê, olê, olê, olá... Dilmá... Dilmá...”, a presidenta Dilma Rousseff (PT) teve recepção de estrela do rock, durante sua visita a Cuiabá, nesta quinta-feira (24). “Creio que estão sendo dados os primeiros passos de uma nova caminhada da nossa presidenta. E certamente ela não vai se esquecer do calor de Mato Grosso, em todos os sentidos”, sentenciou o senador Cidinho Santos (PR), ao lado de Dilma e outros parlamentares.

Dilma derramou elogios às obras do governo Silval na Grande Cuiabá, principalmente por conta do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e mobilidade urbana - viadutos e trincheiras. O coro oroginalmente do ex-presidente Lula, adaptado para Dilma, foi puxado pelo ex-vereador Ludio Cabral, pré-candidato ao governo de Mato Grosso pelo PT. Em três oportunidades, o cântico  “olê, olê, olê, olá... Dilmá... Dilmá...” tomou conta do ambiente.


Cabo eleitoral desde 2010, o governador Silval Barbosa deu o tom do lançamento da pré-candidatura de Dilma à reeleição. “De 2003 até 2013, Mato Grosso tirou 600 mil pessoas que viviam abaixo da linha da pobreza. Pessoas salvas por planos do governo Lula e continuados pela presidenta Dilma, para melhorar as vidas de milhões de brasileiros”, defendeu Barbosa. 

Anfitrião, o prefeito Mauro Mendes (PSB), de Cuiabá, cujo partido lançou o presidenciável Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco, fez elogios pontuais e objetivos. “Reconheço o esforço da presidenta Dilma em fazer o Brasil anda, num momento em que a economia não vai bem”, observou ele. Mendes tratou de cobrar do Congresso Nacional a redução da burocracia pública, que cria dificuldade até mesmo para projetos simples. 

Dilma, Silval e Mendes entregaram 638 casas no Residencial Altos do Parque II, na Rodovia Palmiro Paes de Barros – saída para Santo Antônio de Leverger. Ela destacou ser fruto do programa Minha Casa Minha Vida, considerado “o programa que ajuda a transformar o Brasil para melhor”. Com as chaves, os novos moradores receberam um cartão de crédito com R$ 5 mil – chamado ‘Minha Casa Melhor’ – para investir em móveis.




No evento, ela destacou também a parceria com o Governo de Mato Grosso, principalmente nos investimentos em logística. “Estamos fazendo essas obras de logística, porque Mato Grosso não é especial apenas para os mato-grossenses, mas especial para o Brasil. Mato Grosso é um estado estratégico do Brasil, por ser o maior produtor de grãos”, emendou ela. Dilma recordou que é sua terceira visita a Mato Grosso, em menos de seis meses: primeiro, na inauguração da Ferronorte, em Rondonopolis; depois, no lançamento da colheira da safra de grãos 2013/14. 

Barbosa apontou que os inúmeros programas desenvolvidos em parceria com o Governo Dilma no programa de combate à miséria. Dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), segundo ele, revelam que Mato Grosso em 2002 tinha mais de 670 mil pessoas abaixo da linha da pobreza. E por conta desses inúmeros programas, dos investimentos em infraestrutura, no fortalecimento do agricultura familiar 600 mil já deixaram a linha de pobreza.

O ministro das Cidades, Gilberto Occhi, destacou que em Cuiabá já foram construídos ou está em construção mais de 20 mil moradias, porque a cidade atendeu aos requisitos do programa Minha Casa Minha Vida. Gilberto Lopes pediu para que as famílias paguem em dia e não vendam seus imóveis.

 

Ronaldo Pacheco

Comentários

Data: 25/04/2014

De: Eleitora

Assunto: Minha Casa Minha Vida

Só em são félix do araguaia é que o projeto não sai do papel, era para construir 42 casas más acabou gestão entrou outro gestor e nada foi feito ainda, e ainda fala que é por causa dos materiais que ainda não chegaram, lá no setor yrak tem 13 mil tijolos pegando sol e chuvas pertencente a este projeto. O GENTE AGILIZA VCS LIMPARAM LOTES GASTANDO PETROLÉO E MÃO DE OBRA PRA NADA? OU É PORQUE TÁ CHEGANDO AS POLÍTICAGENS? OU ESSE PROJETO É SÓ CAÔ

Novo comentário