25/05/2015 - Pedro Taques cita histórico de luta por Cuiabá e Mendes fala do amigo; autoridades lamentam perda de Clovito

O governador José Pedro Taques (PDT) lamentou profundamente a perda do vereador Clovito Hugueney (SD), morto no final da manhã deste domingo (24), após quase quatro dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Jardim Cuiabá. “Neste momento de profunda tristeza, o governador se solidariza com a família e amigos do vereador. Que Deus conforte o coração de todos àqueles que com ele conviveram”, consta de nota oficial de Pedro Taques.
 
Em nome do prefeito Mauro Mendes (PSB), secretário de Governo e Comunicação de Cuiabá, jornalista Kleber Lima, afirmou que todos estão tristes com a perda do parlamentar, a quem reputa como grande lutador pela população, pela família e até mesmo pela vida. “Era um amigo de valor... Clovito tinha um estilo de diálogo leal e franco. Por isso, trata-se de uma perda institucional e pessoal”, afirmou Kleber Lima.
 
O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Guilherme Maluf (PSDB), que foi vereador com Clovito, em 2005-06, enalteceu a luta  do amigo pela vida, tendo enfrentado dezenas de cirurgias.
 
“É um amigo de infância, homem  íntegro, pai de verdade, apaixonado pelo seu povo e pela sua terra. Um amigo para sempre. Deus conforte sua família e seus filhos”, afirmou Guilherme Maluf.
 
O comunicado da morte partiu da Mesa Diretora da Câmara de Cuiabá, lembrando que estava internado na UTI do Hospital Jardim Cuiabá desde a última quinta-feira (21).
 
“Para mim, creio que o município de Cuiabá perde um dos seus principais defensores, principalmente do ponto de vista social e cultural”, apontou o presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Júlio Pinheiro (PTB).
 
Por conta de uma antiga amizade, partiu de Júlio Pinheiro a sugestão para a viúva Danielle Carvalho permitir que o velório ocorresse no saguão do Palácio Pascoal Moreira Cabral. O corpo será velado a partir das 19 horas.
 
Clovito nasceu no dia 24 de abril de 1963. Aos 52 anos de idade, Clovito já havia sido submetido há mais de 30 cirurgias. Estava no terceiro mandato de vereador. 

 

 

Da Redação - Ronaldo Pacheco

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário