25/06/2011 - 08h:30 Advogado é preso em Mato Grosso por desacatar ordens da PM

 A detenção do advogado Kelcio Junio Garcia, 32, pela Policia Militar de Cáceres, acabou gerando uma enorme polemica que se arrastou madrugada adentro no ultimo dia 23. O fato ocorreu no requintado “Cheiro Verde”, quando segundo a versão apresentada pela PM, o advogado teria resistido a ordem de revista dada pelo capitão Jean Lima.

Ao se negar para revista, o advogado Kelcio Garcia,  teria em tese  desacatado os policiais, e por esse motivo teve ser algemado e conduzido até o Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC).

O comandante da Policia Militar em Cáceres major Adalberto Gonçalves saiu em defesa de sua corporação, alegando que não pode dar tratamento diferenciado aos freqüentadores da Praça Barão do Rio Branco em detrimento a clientes de outros bares da cidade.

O oficial comandante disse que a sua guarnição havia recebido a informação de que teria algumas pessoas portando arma de fogo, no calçadão da Praça Barão do Rio Branco, e diante dessa denuncia foi necessário efetuar a abordagem de todos os freqüentadores, não somente do “Cheiro Verde”, mas em todos os pontos de aglomeração desde o conhecido “Pipoca” até o Casarão.

Ele apresentou ainda um relatório a imprensa no qual aponta  o registro de 20 veículos apreendidos, e ainda condução de menores não habilitados conduzindo veículos, prisão de condutores embriagados ao volante.

João Arruda
de Cáceres

Comentários

Data: 25/06/2011

De: Onoroso Peregrino

Assunto: Acima do bem e do mal

Infelizmente, alguns advogados ainda estão vivendo a era do coronelismo, do "você sabe quem eu sou". Como, se sendo advogado estaria acima do bem e do mal. Estamos cansados de ver advogados bandidos, traficantes, homicidas, em fim toda e eóécie de crime. Se você não deve, que mal tem em se identificar e aceitar a revista. Ficou pior ...preso e algemado... muito bem fez a PM "todos são iguais perante a lei" ou não ?

Novo comentário