25/07/2012 - 600 caminhoneiros ameaçam parar dia 25 para protestar

 

Um movimento nacional de caminhoneiros promete marcar esta quarta-feira, dia 25, quando é celebrado o Dia dos Motoristas. Sindicalistas dizem que o objetivo é parar o máximo dos 600 mil caminhões que circulam pelo país, segundo estimativas do Movimento União Brasil Caminhoneiro (MUBC). A greve geral está prevista para iniciar à zero hora deste dia 25.
A categoria reivindicará a revogação da Resolução 3056/09 que, segundo o movimento, propiciou a inclusão, no mercado de fretes, de milhares de transportadores, provocando concorrência desleal e ilegal e ocasionando fretes extremamente defasados. Segundo o MUBC, o valor do frete, na maioria dos casos, não cobre nem os custos de manutenção dos veículos.
 
A greve também quer chamar a atenção para a nova lei que regulamenta a profissão de motorista e para a implantação do chamado ‘cartão frete’, que estabelece o uso de cartão ou depósito em conta bancária para pagamento do frete aos autônomos, impedindo o recebimento através de dinheiro, cheque ou carta-frete. Segundo os sindicalistas, as taxas dos cartões cobradas pelas operadoras de cartões vão onerar ainda mais o frete. 
 
A divulgação da greve está sendo feita pela internet, panfletos e por meio de sindicatos e associações dos transportadores espalhados por todo o país. Mais informações e acesso aos comunicados podem ser obtidos através do site - www.uniaobrasilcaminhoneiro.org.br. 
 
Da Redação - Priscilla Vilela

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário