25/07/2013 - ATLÉTICO MINEIRO: CAMPEÃO DA LIBERTADORES

Com a superação que marcou a equipe na fase final, a força de mais de 60 mil torcedores e muita emoção, o Atlético Mineiro conquistou, na noite desta quarta-feira (24/07/13), seu primeiro título da Copa Libertadores da América.

 

Derrotado no jogo de ida, o time fez 2 a 0 no tempo normal e passou pela prorrogação antes de, nos pênaltis, levar a melhor. Com vitória por 3 a 2, quebrou o jejum e levou o título continental.

 

Com o feito, o Atlético-MG quebra um jejum de conquistas de alta relevância que durava 42 anos, a última havia sido o Brasileiro de 1971.

 

O time conquistou a Copa Conmebol em 1992 e 1997, mas sequer havia chegado a uma decisão de Copa Libertadores.

 

Além disso, quebra também a pecha de “vice” que o técnico Cuca carrega há alguns anos, por conta dos títulos perdidos, com o clube alvinegro, por exemplo, foi 2º colocado na última edição do Brasileirão.

 

A vitória impede que o Olimpia amplie sua força continental. O time paraguaio soma três títulos, conquistados em 1979, 1990 e 2002. Depois de vencer por 2 a 0 no Estádio Defensores del Chaco, esteve próximo de confirmar o tetra, uma derrota por 1 a 0 seria suficiente, mas teve Manzur expulso no final do jogo, levou o segundo gol de Leonardo Silva e sofreu para passar pela prorrogação. Nos pênaltis, não resistiu e acabou derrotado.

 

Ronaldinho Gaúcho, nem chegou a bater pênalti, pois, uma defesa do goleiro Victor, no chute de Miranda, as conversões de Alecsandro, Guilherme, Leonardo Silva e Jô, e o chute na trave, de Giménez, na quinta cobrança, deu vitória por 4 a 3, consagrando o Galo Mineiro Campeão da Copa Libertadores da América 2013.  

 

Pelo Olimpia, Miranda errou logo de cara: cobrou rasteiro no meio do gol, e Victor pegou com o pé. Ferreyra, Candia e Aranda converteram, mas Giménez chutou na trave direita do goleiro atleticano para concretizar a primeira conquista de Libertadores do Atlético-MG.

 

Escalado pelo técnico “Cuca” o Atlético – MG entrou em campo com: Victor, Michel (Alecsandro), Réver, Leonardo Silva e Júnior César; Pierre (Rosinei), Josué, Ronaldinho Gaúcho e Bernard; Diego Tardelli (Guilherme) e Jô.

 

Texto: Profº “KK”

Fonte: Esportes Terra

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário