25/07/2015 - Polícia Civil apreende mais de R$ 1 milhão em defensivos agrícolas na região de Nobres e Rosário Oeste

25/07/2015 - Polícia Civil apreende mais de R$ 1 milhão em defensivos agrícolas na região de Nobres e Rosário Oeste

Mais de R$ 1 milhão em defensivos agrícolas foram apreendidos pela Polícia Judiciária Civil, nesta quinta-feira (23.07), em uma ação conjunta das Delegacias de Nobres, e Rosário Oeste, com apoio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). Além da grande quantidade de agrotóxico de origem ilícita, a ação resultou na apreensão de 08 armas e mais de 700 munições.

Segundo o delegado Guilherme Berto Nascimento Fachinelli, as investigações que desencadearam a operação iniciaram em dezembro de 2014, após uma série de furtos e roubos de defensivos agrícolas em propriedades rurais dos municípios de Nobres, Rosário Oeste e Região. Nesta quinta-feira (23), foram cumpridos mandados de busca e apreensão em 04 pontos suspeitos de receptar os produtos de origem ilícita.

Em uma propriedade da zona rural de Nobres, foi encontrada a maior parte dos defensivos agrícolas. Os produtos considerados de alta periculosidade para a saúde pública estavam armazenados em um galpão no sítio e escondidos debaixo de uma lona próxima ao chiqueiro. A quantidade de produtos apreendidos ainda não foi contabilizada, mas tem o valor estimado de mais de R$ 1 milhão.
 

De acordo com o delegado Caio Fernando Alvares de Albuquerque um dos indicativos da receptação é o próprio armazenamento e estoque do produto, uma vez que devido ao alto valor mercado, os donos de propriedades rurais compram o agrotóxico para uso imediato. “Além disso, a quantidade de defensivos apreendidos não é justificada pelo tamanho da propriedade em que foram encontrados” disse o delegado.

Na mesma propriedade foram apreendidas, quatro armas de fogo, 1 revólver calibre 22, 3 espingardas, calibre, 20, 44 e uma de pressão, além de mais de 700 munições dos mesmos calibres. O proprietário do local, Jamil Adão dos Anjos, fugiu da propriedade ao perceber a presença da Polícia. Ele irá responder pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e munições e se comprovada a origem ilícita dos produtos apreendidos, pela receptação da mercadoria.

Em outro ponto em que foram realizadas as buscas, funcionava um posto clandestino em que foram apreendidos cerca de 2 mil litros de combustível, entre óleo diesel e álcool. No local, ainda foi encontrado um revólver calibre 38, 03 espingardas aparentemente de pressão, munições calibre 38 e 28, além de uma paca, congelada no freezer do estabelecimento.

O responsável pela propriedade, Valderi Barboza, foi preso em flagrante pelos crimes de posse irregular de arma e munições de fogo de uso permitido, posse e comercialização ilegal de combustível e crime ambiental.

Participaram da operação as equipes das delegacias de Nobres, Rosário Oeste e do GCCO, coordenados pelos delegados Caio Fernando Alvares de Albuquerque e Guilherme Berto Nascimento Fachinelli.

 

Assessoria/PJC-MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário