25/08/2012 - Servidores do sistema penitenciário entram em greve a partir da próxima quarta-feira

 

Sem avanços nas negociações com o governo do Estado em relação a pauta de reivindicação dos servidores do sistema penitenciário de Mato Grosso, a categoria se reuniu em assembleia na tarde desta sexta-feira (24.08), como já estava previsto, e declarou greve no sistema. Devido a um prazo legal de 72 horas, que deve ser cumprido pelos servidores, a paralisação da categoria terá inicio a partir da próxima quarta-feira (28.08).

Cerca de 200 servidores de Cuiabá, bem como de outras cidades do Estado participaram da assembleia realizada no CPA IV. “Nós fizemos um relato aos presentes de como procederam as negociações nesta semana, as quais praticamente não tiveram nenhum avanço e a maioria dos presentes votou pela greve, ou seja, a partir de quarta-feira todo o sistema penitenciário do Estado estará funcionando apenas com 30% do seu efetivo”, disse João Batista, presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários de Mato Grosso.

Segundo ainda Batista, durante o período de greve, que é por tempo indeterminado, os serviços essenciais nas unidades prisionais serão mantidos. “Serão mantidos uma pequena parte do efetivo dentro das unidades realizando os serviços primordiais, os demais estarão paralisados”, contou ele.

ASSEMBLEIA – A categoria definiu ainda, durante a reunião, que na próxima quarta-feira, no primeiro dia de greve, a categoria se reunirá na Assembleia Legislativa, a partir das 08 horas da manhã.

REIVINDICAÇÕES – A categoria reivindica uma pauta composta por 30 itens, entre os principais estão o pagamento da insalubridade, reajuste salarial de 20% em 2012, 25% em 2013 e 30% em 2014, além de aumento emergencial de efetivo.

 

Escrito por Nelli Tirelli em colaboração com o site AGUA BOA NEWS   

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário