25/09/2012 1,4 mil índios poderão votar via satélite em outubro

Índios da etnia Xavante de Barra do Garças (MT)  terão acesso  a transmissão via satélite para a contagem dos votos na eleição de outubro. Serão 1.414 índios, que integram três aldeias, atendidos com a tecnologia fornecida pela Justiça Eleitoral no Estado. Cada uma das aldeias - Namukurá, São Marcos e Nossa Senhora de Guadalupe - tem uma escola, sendo duas estaduais e uma municipal.

Por estar localizada entre as duas aldeias, a São Marcos contará com um técnico de transmissão equipado com notebook, telefone  via satélite e antena. O técnico de urna do Cartório Eleitoral em Barra do Garças (MT) Luciano Almeida e Silva explica que, após o encerramento da votação, prevista para as 17h, os coordenadores das seções levarão os resultados obtidos nas aldeias Namukurá e Nossa Senhora de Guadalupe para a São Marcos, onde o técnico enviará os dados para o cartório em Barra do Garças (MT).

"Em vez dos coordenadores irem para a sede, eles enviam o resultado via telefone, economizando tempo para a contagem dos votos", afirmou. Mesmo com o envio à distância e praticamente instantâneo, para o resultado chegar ao cartório, leva mais de uma hora. Isso porque de Guadalupe até São Marcos são aproximadamente 30 km e, de lá a Namukurá, são cerca de 100 km. Esta é a terceira vez em que o sistema é utilizado, sendo que nas anteriores não houve problema. "Mas, caso haja, os coordenadores terão que ir pessoalmente à sede", salientou Luciano Almeida e Silva.

 

Fonte: Jornal do Brasil com O Repórter do Araguaia

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário