25/09/2014 - Dia Nacional da Juventude reúne 400 jovens no Araguaia mato-grossense

No último fim de semana, a cidade de Querência, em Mato Grosso, recebeu jovens de diferentes culturas, níveis sócio-econômicos e cidades de origem. Os jovens se reuniram para o Dia Nacional da Juventude (DNJ), organizado pelo Setor de Juventude da Prelazia de São Felix do Araguaia, sob coordenação do padre Nildo, de Confresa. Estavam presentes cerca de 400 jovens dos municípios de Alto Boa VistaBom Jesus do Araguaia, Confresa, Luciara,Porto Alegre do Norte, Querência, Ribeirão Cascalheira, Santa Cruz do Xingu, São Félix do Araguaia, São José do XinguSerra Nova Dourada, Vila Rica, todos municípios dos vales do Araguaia e do Xingu no leste mato-grossense.

O Dia Nacional da Juventude é celebrado no Brasil pelas Pastorais da Juventude desde 1985, declarado como Ano Internacional da Juventude pela ONU. O DNJ acontece em todo o país com o objetivo de possibilitar o debate e a reflexão dos jovens sobre a realidade em que estão inseridos, chamando-os para a ação.

O tema do DNJ deste ano declara “Feitos para sermos livres, não escravos” dando continuidade ao trabalho da Campanha da Fraternidade de 2014, cujo tema foi justamente “Fraternidade e Tráfico Humano”. Com um tema instigante e diretamente ligado à realidade do trabalhador brasileiro, o DNJ se apresenta não só como um evento religioso, mas como espaço de formação para os jovens ligados à Igreja Católica.

Em Querência, foram dois dias de animação, encontro e caminhada. Na tarde do primeiro dia, aconteceu uma gincana envolvendo todos os jovens presentes. À noite, foi a vez da procissão luminosa, uma caminhada com orações pela cidade. Em seguida, teve a noite cultural, na qual cada região fez uma apresentação de um determinado trecho bíblico. Depois, aconteceu a noite de adoração à cruz, até a meia noite. Após a missa no domingo de manhã, houve uma palestra sobre o tema do DNJ com uma psicóloga e um pastor da Igreja Luterana.

O evento contou com a presença das Pastorais da Criança, Vocacional, Comissão Pastoral da Terra (CPT) e Conselho Indigenista Missionário (Cimi). As pastorais expuseram suas ações em tendas com materiais e filmes.

A Comissão Pastoral da Terra Regional Araguaia ressaltou a necessidade de reflexão da Igreja junto à comunidade e aos jovens na região do Araguaia, marcada por conflitos históricos de luta pela terra, de garantia do território pelas comunidades indígenas e tradicionais. Tendo como lema a passagem bíblica “Eis o que diz o Senhor: Praticai o direito e a justiça, e livrai o oprimido das mãos do opressor” (Jr 22, 3a), o DNJ propõe um posicionamento social aos jovens. O tema porém poderia ser mais abordado durante o DNJ no Araguaia, segundo a CPT: “A Prelazia de São Felix do Araguaia precisa de jovens engajados nas pastorais sociais, poderia ter tido um aprofundamento maior no tema do DNJ como um espaço formativo e de celebração de vivências concretas”.

O próximo Dia Nacional da Juventude da Prelazia de São Felix do Araguaia será em em São José do Xingu, com a organização dos padres diocesanos Angelo Altair e José Joles, este último vindo da Pastoral da Juventude.

 

axa.org.br
Maíra Ribeiro

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário