25/10/2013 - Famílias da reserva Suiá Missú se encontram com deputado Nilson Leitão em Brasília

Deputado Nilson Leitão (PSDB/MT) recebeu nesta quarta feira (23), na Câmara Federal, famílias que foram desalojadas da Suiá Missú devido às demarcações de terras indígenas promovidas pela Fundação Nacional do Índio, a Funai.

Ao longo do dia de ontem, o Supremo Tribunal Federal julgou as questões ligadas à reserva indígena Raposa Terra do Sol, em Roraima. Em 2009, um julgamento sobre a referida reserva deixou o Judiciário, e demais órgãos responsáveis pelas demarcações, com  dúvida se as regras estabelecidas valeriam apenas para o caso da Raposa ou seriam aplicadas a todos os demais processos.

Por maioria de voto dos ministros do STF, se concluiu nessa nova analise que as 19 condicionantes só são determinantes para o caso de Raposa Serra do Sol e não podem ser tratadas como obrigatórias para outras terras.

“Essa decisão é o começo da nossa vitória! Temos trabalhado com muito empenho para por fim aos conflitos. As demarcações e ampliações envolvem não apenas o Mato Grosso como diversos outros estados. O governo não pode analisar cada região de uma forma diferente”, expõe Nilson Leitão.

Após a nova decisão do STF, a portaria n° 303, publicada pela Advocacia-Geral da União, será reativada e irá orientar a atuação dos órgãos públicos nos processos demarcatórios, seguindo as novas regras estabelecidas. A portaria havia sido suspensa até que o Supremo se pronunciasse em relação às duvidas que existiam em relação ao assunto.

“Agora nós vamos nos reunir com a Frente Parlamentar da Agropecuária e demais frentes para que possamos traçar nossas estratégias de atuação daqui para frente diante dessa decisão do STF”, explica Nilson Leitão.

 

Escrito por Carolina Alves em colaboração 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário