25/11/2015 - Suposto 'toque de recolher' circula nas redes sociais

25/11/2015 - Suposto 'toque de recolher' circula nas redes sociais

Suposto "toque de recolher" assustou moradores do bairro Pedregal, em Cuiabá, após as mortes de Enatel dos Santos Albernaz, 37, o "Maninho" e Erídio Pereira de Souza, 38, o "Binha", na noite de domingo (23). Mensagens nas redes sociais indicando represália pela morte do traficante, "benfeitor" do bairro, polemizou a insegurança na população.

 

Entretanto, a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) aponta que medidas estão sendo tomadas com intuito de manter a segurança dos moradores. Apesar disso, as aulas da Escola Municipal Orlando Nigro foram suspensas, na tarde de ontem (23), mas retomadas normalmente nesta terça-feira (24).

O comércio no local também abriu como de praxe, apesar da insegurança. Segundo as denúncias recebidas através do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), pessoas não identificadas circularam mensagens para que os comerciantes abaixassem as portas e as pessoas não saíssem de suas casas. 

Outras mensagens instigam a rixa de supostos traficantes da região, que duelariam pelo comando do tráfico no bairro, após a morte de "Maninho". Ele foi enterrado no cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá.

Nota Sesp

A Secretaria adjunta de Inteligência da Sesp tem conhecimento das informações que circularam nesta segunda-feira (23) por meio de aplicativo de celular, sobre uma possível ameaça de atos criminosos no bairro Pedregal, em Cuiabá. A Secretaria adjunta de Inteligência da Sesp esclarece que checa todas as informações que chegam por meio de denúncias. As medidas adotadas são estratégicas da segurança e, portanto, não podem ser divulgadas.

A Polícia Militar informa que desde domingo (22) o policiamento está sendo reforçado na região do bairro Pedregal afim de garantir a segurança da população.

Reprodução

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Izabel Barrizon, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário