25/11/2015 - Taques avisa que cortará ponto de servidores em greve no Detran

O governador Pedro Taques (PSDB) alertou que irá cortar ponto de servidores grevistas do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/MT), porque a paralisação foi considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça. 

Ainda completou dizendo que quem determina o chamamento dos aprovados no último concurso, uma das reivindicações do Sindicato dos Servidores do Detran (Sinetran/MT), é o próprio governador.

Taques falou que seria impossível convocar os aprovados porque o Estado "estourou" a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). “Temos um parecer do Tribunal de Contas que mostra que estouramos o limite prudencial da LRF e não posso chamar sob pena de comprometer necessidades básicas do Estado”.

Ele lembrou que somente neste ano a categoria já realizou quatro greves, prejudicando a população. “É legal está na Constituição. Mas o judiciário reconheceu que esta greve é ilegal. O Sindicato pagará inclusive uma multa de R$ 200 mil/dia por descumprir a decisão".

A greve foi retomada na última segunda-feira (23). Os grevistas participaram de uma audiência de conciliação no Núcleo do Tribunal de Justiça com o procurador-geral do Estado, Patryck Ayala, secretário de Gestão, Júlio Modesto, e o presidente do Detran, Rogers Jarbas, e não houve acordo.

 

 

Fernanda Leite, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário