26/01/2012 - Jovem é morto após furar barreira; tiro saiu da PM ou Guarda Municipal

26/01/2012 - Jovem é morto após furar barreira; tiro saiu da PM ou Guarda Municipal

O jovem Jeferson Augusto da Silva, de 19 anos, foi morto na noite de ontem em Várzea Grande após furar uma barreira policial e ameaçar atirar contra policiais e guardas municipais de VG. Uma sindicância será aberta para apurar maiores detalhes, inclusive detalhar de que arma partiu a bala que matou o jovem.

O apoio da Guarda Municipal de Várzea Grande foi solicitado pela PM após um carro furar uma barreira instalada nas proximidades do Anauê, localizado na Avenida Miguel Sutil. Um rapaz havia sido baleado na rua, em um local próximo ao estabelecimento e a polícia tentava identificar os envolvidos. 

Após furar a barreira policial, a PM deu início a uma perseguição ao carro. Já com a Guarda Municipal e a Polícia Militar em seu encalço, o perseguido, de acordo com os envolvidos na operação, chegou a apontar uma arma contra as a Guarda e a PM e acabou alvejado.

Jeferson foi morto nas proximidades do bairro Jardim Potiguar, em Várzea Grande. O rapaz ainda foi encaminhado ao Hospital Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá. Ele foi alvejado com um tiro na cabeça.

 

Da Redação - Lucas Bólico

Comentários

Data: 29/01/2012

De: GM Acadêmico

Assunto: Perícia e Balística

Por que será que a PM que estava lá nos tiros do Anauê, lá na 1ª blitz e até na perseguição, depois que viu Jeferson caído no chão, evadiu-se do local? Daí só os policiais da GM é que prestaram auxílio e socorro à vítima... Estranho, né?

Data: 29/01/2012

De: GM Acadêmico

Assunto: Poder de Polícia

A Constituição garante às GUARDAS MUNICIPAIS o “PODER DE POLÍCIA” na proteção de BENS. E não são as VIAS e LOGRADOUROS PÚBLICOS um BEM do município? O art. 99/CC-2002 diz que consideram-se BENS PÚBLICOS também os MARES, RIOS, ESTRADAS, RUAS E PRAÇAS.

O GOVERNO FEDERAL, incluiu as GM’s como órgãos da SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA, garantindo-lhes verba pelo Ministério da Justiça. Constitucionalmente e, sem dúvida, a GM é uma POLÍCIA MUNICIPAL.

Um cidadão comum PODE exercer o “poder de polícia” em flagrante delito. Já a GM, por sua vez: DEVE. Não é à toa que muitos jornais, há tempos já vêm dizendo: os policiais da GM! E lá no RJ já tem até o GOE, que é uma Tropa de Elite da Guarda Municipal.

Novo comentário