26/01/2016 - Governo lança edital de dispensa de licitação para adequar canteiros do VLT na FEB; via tem risco de acidentes

26/01/2016 - Governo lança edital de dispensa de licitação para adequar canteiros do VLT na FEB; via tem risco de acidentes

A Secretaria de Estado de Cidades (Secid) publicou o edital de dispensa de licitação para as empresas interessadas em realizar as obras de adequação viária em torno dos canteiros do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Várzea Grande.

O edital publicado no 
Diário Oficial que circula nesta segunda-feira (25), dá cinco dias úteis para as empresas apresentarem propostas e a documentação exigida. O prazo vence às 17h50 da próxima sexta-feira (29). Os arquivos de projetos, planilhas e a documentação necessária estão disponíveis na seção aquisições do site da Secid.
 
A estimativa da secretaria, que servirá de base para as propostas das empresas, é que o custo fique em R$ 611 mil. Como a contratação é emergencial, a expectativa do secretário Eduardo Chiletto é que a empresa seja contratada em fevereiro e o serviço inicie em breve.

De acordo com o edital, a obra abrange restauração do asfalto e serviços complementares para melhorias das condições de trafegabilidade nas vias urbanas em torno as obras do VLT em 
Várzea Grande, desde a estação aeroporto, em frente ao Aeroporto Marechal Rondon, até a ponte Júlio Muller sobre o Rio Cuiabá.

Os serviços complementares incluem recuar os blocos de gelo baiano para dentro do canteiro, para que eles sejam retirados da pista, além de limpeza e sinalização das vias, com a inclusão de faixa elevadas para pedestres.

“É importante destacar que, mesmo o contrato estando judicializado, a responsabilidade de manter o espaço limpo e seguro são do Consórcio VLT Cuiabá, atual responsável pela obra. Os valores que serão gastos pelo 
Estado para realização das readequações viárias serão cobrados posteriormente do consórcio construtor”, afirmou o secretário Chiletto em entrevista recente.

Risco de acidentes

No dia 8 de janeiro, a motociclista identificada com 
Ana Paula do Nascimento, 19 anos, morreu em um acidente envolvendo uma carreta nas imediações da empresa Fort Atacadista, na avenida da Feb, em Várzea Grande. Um dia antes, a Defesa Civil do Estado apresentou um laudo, apontando risco na via, por conta dos gelos baianos.

Em entrevista ao Olhar Direto na semana passada, 
Chiletto culpou a construtora CR Almeida pelo acidente, já que teria havido abandono da obra nos canteiros do VLT. “O que não pode acontecer é a empresa correr da obra, como já aconteceu no canteiro central na avenida da FEB, que é de responsabilidade dela. Teve acidente lá e a responsabilidade é da empresa. Ela deveria tomar conta. No momento em que a população faz um retorno por conta própria, quem tem de ser acionada é a empresa, e não o estado ou o município”, afirmou.

 

 

Da Redação - Laíse Lucatelli

(Colaborou Wesley Santiago)

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário