26/02/2013 - Ameaçado de morte e perseguido, vereador busca apoio do Gaeco e PM

O vereador por Várzea Grande Pery Tamborelli (PV) afirma que tem sofrido ameaças de morte e declara que está sendo perseguido. O coronel já buscou ajuda da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso e do Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). 

Tamborelli argumenta que sua atuação tem “atrapalhado” interesses escusos de muita gente. “Minhas denúncias têm incomodado alguns poderosos”, sustenta. Sem apontar uma denúncia específica que possa ter desencadeado a tentativa de represália, o vereador afirma que estão tentando “pará-lo” tanto pelo que já apresentou tanto pelo que ainda irá publicar, por meio de suas “investigações”.

“Pelo meu treinamento na Polícia Militar eu já consigo ter uma visão do perigo. Meu olhar é treinado para isso, eu percebo a movimentação estranha. São 30 anos na Polícia Militar”, afirmou em entrevista ao Olhar Direto. O parlamentar afirma que está sendo seguido e que, inclusive, já tentaram armar uma emboscada, que ele teria antecipado.

“Eu estava saindo de uma reunião política e uma moto começou a ‘dar’ luz alta. Eu pensei, ou eu paro, ou corro”, lembra. Optou pela primeira opção. “Quando encostei o carro, o cara desceu da moto e percebi que vinham mais pessoas saindo de um mato para a minha direção, peguei minha arma e apontei para a janela, esperando ele se aproximar”, relembra. 

O suspeito acabou sendo surpreendido, conta Tamborelli, ao por o rosto em frente a janela e dar de cara com a arma do coronel apontada para ele. “Parece piada, mas ele viu a arma e perguntou se era mamãe, tentando disfarçar”, relembra. “Depois ele pediu para ir embora e acabou indo”, completa.

“São bandidos de alta periculosidade”, prevê o vereador. “Mas eu não vou retroceder nem um milímetro da minha atividade em defesa da sociedade várzea-grandense”, completa. “Me reuni com policiais militares e denunciei as ameaças. O promotor Paulo Prado também foi informado das ameaças que estou sofrendo”.

 

Da Redação - Lucas Bólico

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário