26/02/2014 - 3 municípios do Araguaia-Xingu estão em situação de emergência

Ao menos 15 municípios mato-grossenses estão em situação de emergência por causa das chuvas. Há centenas de famílias desabrigadas, estradas bloqueadas por queda de pontes e inundação de estradas, além de crianças sem escolas. Em diversos locais a produção de leite e verduras está sendo perdida em fazendas e sítios. Os animais estão sem ração porque os veículos de carga não conseguem chegar até as propriedades rurais. 

Barras do Bugres, a 160 quilômetros de Cuiabá, é um dos municípios mais afetados pela cheia. Lá, o rio Paraguai transportou atingindo mais de 300 famílias, segundo dados da Coordenação Estadual da Defesa Civil. 

Duas equipes da Defesa Civil foram enviadas ontem à região para ajudar no resgate e assistência os desabrigados. O prefeito Júlio César Florindo pediu ajuda ao governo do Estado e Defesa Civil Nacional. 

Em Terra Nova do Norte, a 650 quilômetros de Cuiabá, as chuvas derrubaram pelo menos 30 pontes de madeira em estradas que dão acesso às comunidades rurais, isolando diversas delas, segundo o prefeito Milton Toniazzo. 

Há pelo menos uma semana os produtores de lei do município não conseguem escoar a produção para os laticínios. As escolas municipais adiaram o início do ano letivo para o dia seis de março. 

Em Santo Antônio de Leverger, 30 quilômetros de Cuiabá, também há desabrigados. A água atinge moradias em comunidades como Barranco Alto e Praia do Poço. 

Entre os outros que enfrentam problemas com chuvas e falta de estradas estão Sorriso, Colniza, Pontal do Araguaia, Confresa, Santa Cruz do Xingu, Santa Terezinha, Nova Maringá, Porto Esperidião, Brasnorte, Feliz Natal, Vera, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Santa Carmem e Cláudia. 

Na capital, a cheia do rio Cuiabá está impedindo que a água da chuva seja escoada pelos córregos que cortam a cidade. As previsões meteorológicas são de chuva para os próximos 10 dias. 

 

Eldoradofm 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário