26/02/2014 - Membro do conselho de Educação ameaça dar tiro em vereador de VG

Membro do Conselho Municipal de Educação de Cuiabá, Marcos Miranda, fez ameaças de morte ao vereador por Várzea Grande, coronel Pery Taborelli (PV). Em meio ao debate acerca das recorrentes mortes de policial - Como o assassinato do policial militar, Danilo César Fernandes, na troca de tiros com o criminoso que assaltava a Casa de Câmbio Rápido, na avenida Getúlio Vargas, na tarde de ontem (25) - Marcos entrou na página do parlamentar para jurá-lo de morte.

“A sua hora está chegando. Será uma honra dar um tiro na sua cabeça, explodir seus miolos, para depois seus familiares juntar um por um”, escreveu. Em outro comentário ele reforça"para mim tem que matar PM, enquanto atender somente a classe rica".

Na sua página do facebook, Marcos utiliza as logos da Prefeitura de Cuiabá e do Conselho Municipal de Educação. Diante da polêmica, a assessoria da prefeitura já o identificou e informou que sua função no Conselho é a de representantes dos pais.

Marcos foi orientado a retirar as duas marcas, tendo em vista que ele não possui autorização de usar, assim como o Executivo condena as suas opiniões. “Podemos tomar medidas administrativas ou judiciais junto ao próprio Facebook”, disse a administração, que avalia ainda a possibilidade de retirá-lo do conselho devido a sua postura.

Taborelli, por sua vez, informou que sua equipe jurídica avalia o caso, mas que ainda não sabe quais providências vai tomar.

Às 15h06 - Conselheiro retira logo da prefeitura

Marcos Miranda já retirou a imagem com a logo da Prefeitura de Cuiabá do seu perfil no Facebook.

Às 16h39 - Membro do conselho pede desculpas

O membro do conselho de Educação da Capital Marcos Miranda voltou atrás nas declarações e, também por meio do Facebook, pediu desculpas pelas afirmações ofensivas. "Venho através deste, pedir desculpas pela postagem do policial Danilo que foi morto bravamente em defesa da sociedade e de todas as postagem feitas por policiais mortos, generalizando ódio nos PMs. Em um momento de raiva eu publiquei isso, pelo fato de uma vez ter sido agredido por um PM, por isso eu postei essas coisas, mas peço mil desculpas a todos", afirmou em sua página pessoal.

 

Tarso Nunes e Patrícia Sanches

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário