26/03/2012 - Preso homem que estuprava filha nascida de incesto em Vila Rica

 

Um crime de incesto e estupro de vulnerável foi descoberto na cidade de Vila Rica (1.259 km a Nordeste) e o autor preso nesta segunda-feira (26.03), pela Polícia Judiciária Civil. Pai e avô de uma menina portadora de deficiência mental, de 11 anos, Adão Rodrigues Alves Damasceno, 53, ao ser preso por prisão preventiva pôs fim ao sofrimento da filha e neta e também de sua mãe que sofreu os mesmos abusos há 14 anos.  
 
O acusado vai responder por crime de estupro de vulnerável e posse ilegal de arma de fogo, pois em sua residência foi encontrado uma espingarda calibre 32.
 
A denúncia do crime chegou ao conhecimento da Polícia na sexta-feira (23.03) passada, por meio de ofício do Conselho Tutelar da cidade, que relatava denúncia anônima referente a vítima K.R.A.D, de 11 anos, abusada pelo avô materno e também seu pai. A menina nasceu de uma relação incestuosa do pai com a própria filha.
 
Ao ser ouvida na Delegacia, acompanhado de uma conselheira tutelar, a criança contou que mora ela e o irmão com a mãe e o padrasto. Ela contou que o avô também reside em Vila Rica e que em 2011 começou ser abusada pelo avô durante uma visita a casa dos avós.
 
Em detalhes a menina contou todos os atos praticados pelo avô e de como ele a submetia aos abusos sob ameaça de morte. A menina relatou ainda que todas as vezes que ele ingeria bebida alcoólica, o avô mantinha relações sexuais com ela.
 
A mãe veio a tomar conhecimento dos abusos praticados contra sua filha na delegacia, quando compareceu para prestar depoimento e acabou revelando um drama maior. A mulher contou que há 14 anos também foi vítima do próprio pai e engravidou dele. Ela também contou que o pai a estuprava na presença de sua mãe, que não tomava nenhuma atitude diante das ameaças.
 
Conforme o delegado Vitor Chab Domingues, o exame de conjunção carnal deu resultado positivo e com base nos depoimentos e no laudo de exame, a Justiça decretou a prisão preventiva requerida pelo delegado, que classificou o crime como “bárbaro e repugnante”, até mesmo nos meios policiais, segundo ele. “Toda a cidade ficou chocada”, frisou.
 
O preso está recolhido na Cadeia Pública de Vila Rica.
 
Redação 24 Horas News
O Repórter do Araguaia

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário