26/04/2012 - Com ajuda da polícia, irmãs se reencontram depois de 40 anos sem se ver

Moradora de Várzea Grande que não via a irmã desde os nove anos de idade viaja para o interior da Bahia para reencontrar a irmã que não via há 40 anos. Márcia Maria Oliveira Silva Souza conseguiu localizá-la com a ajuda do Núcleo de Pessoas Desaparecidas da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

Márcia Maria, moradora do Jardim Imperial, não tinha muitas pistas do paradeiro da irmã e mesmo assim pediu ajuda da polícia de Mato Grosso. Segundo assessoria de imprensa da Polícia Judiciária Civil, a mulher achava que a irmã estava morando em Goiás, depois que saiu de casa, aos 17 anos, para morar com o marido.

Apenas com o nome de uma cidade e o nome incompleto da irmã mais velha, as pesquisas foram iniciadas. Os policiais do DHPP descobriram que o nome da cidade que era de conhecimento da irmã na verdade é situada no sertão da Bahia, não em Goiás, como Márcia acreditava ser

Para localizar a irmã, os policiais de Mato Grosso contaram com a ajuda do delegado e escrivão da Bahia. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Judiciária Civil, a irmã mais nova, moradora de Várzea Grande, viajou para reencontrar a irmã e deve chegar na cidade Guanambi, pequeno município localizado na Bahia, nesta quinta-feira (26). 

“Estou tão feliz, falo com ela toda hora. Os policiais foram anjos na minha vida. Quando eu voltar, vou lá [na delegacia] agradecer a todos”, afirmou Márcia Maria Oliveira Silva Souza.

 

Fonte: Victor Cabral

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário