26/04/2013 - Operação curto circuito

 

Operação deflagrada pelo Ministério Público do Estado de Goiás, culminou com a prisão de um grupo de empresário, acusados de fraldar licitações em vários municípios goianos.

 

As investigações dão conta de que são mais de 19 milhões em contratos irregulares. Os acusados utilizavam várias empresas, do mesmo grupo, para concorrerem entre si e fraldar as licitações.

 

Segundo informações do Ministério Público goiano a aquadrilha atuava também em outros estados e, que em MT, o fato mais estranho foi a chegada, em Pontal do Araguaia, de uma carga de mercadorias proveniente deste grupo, no valor aproximado de 100 mil reais, sem processo licitatório e que não teria sido aceito pela prefeita Divina Oda, que inclusive registrou B.O. em desfavor deste grupo.

 

Este assunto circula na rede social, apontando a participação de políticos de nosso município.

 

Texto: Profº “KK”

Fonte:www.pontaldoaraguaianews.com

 

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário