26/04/2014 - Advogado apresenta vídeo que ré afirma que João Emanuel é inocente

Defendendo o vereador João Emanuel (PSD), o advogado Rodrigo Cyrineu conseguiu junto a mesa diretora da Câmara Municipal de Cuiabá a liberação para a divulgação de um vídeo em que mostra que o vereador não quebrou o decoro parlamentar e que o vídeo em que supostamente ensinaria a fraudar licitação é uma fraude.   

 

Após dez minutos de paralisação, a sessão foi reiniciada para que os vereadores assistissem ao vídeo. Pouco antes, Rodrigo Cyriney Alegoui que, na ocasião que o vídeo foi gravado, João Emanuel não estava na condição de vereador, portanto, segundo ele, não houve quebra de decoro parlamentar.   

 

Ele afirmou, ainda, que não há prova de que o vereador tenha, de fato, cometido as fraudes mencionadas no vídeo. Segundo o  advogado, a prisão de João Emanuel foi ilegal, conforme decisão do desembargador Gilberto Giraldelli.   O vídeo mostrou uma conversa da Ruth, dizendo que João Emanuel seria inocente, e pedindo que ele fosse trazido à sua presença para provar seu envolvimento na suposta grilagem do terreno, gravado horas antes do vídeo que foi objeto da investigação.  

 

Logo depois, Rodrigo Cyrineu apresentou um áudio em que se ouve perfeitamente e o hoje presidente do legislativo municipal, vereador Júlio Pinheiro também comparou a Câmara Municipal a “Casa dos Artistas”, como se referiu João Emanuel.   

 

O advogado alegou três motivos para que não seja aprovada a cassação do mandato do vereador: ausência de sorteio de Comissão Processante, cerceamento de defesa e não recebimento do vídeo.

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário