26/04/2015 - Ibama para grande desmatamento em Mato Grosso

Sinop/MT (24/04/2015) – Fiscais do Ibama, dentro da operação Onda Verde, cessaram desmatamento que chegaria a 1500 hectares. Em área entre os municípios de Nova Maringá e Juara, centro-norte de Mato Grosso, os agentes flagraram desmatamento ilegal com uso de correntão (corrente que tem suas extremidades presas a dois tratores que andam, simultaneamente, derrubando a floresta). Quando os fiscais chegaram, com 617 hectares desmatados, eles pararam o que poderia se transformar em degradação ambiental de grandes proporções. O proprietário já foi identificado e autuado, e a multa ultrapassa os R$ 3 milhões.

Essa ação é apenas um exemplo dos bons resultados que a instituição tem conseguido com o investimento em tecnologia. Satélites com imagens de alta resolução rastreiam a floresta 24 horas por dia em busca de situação de desmatamento. Equipes em viaturas preparadas e helicópteros vão diretamente ao ponto, racionalizando tempo e diminuindo o número de agentes. Assim que as imagens chegaram, as equipes partiram para o local, prontas para dar o flagrante e fazer os procedimentos. “A fiscalização conseguiu evitar que cerca de 900 hectares de floresta nativa caísse.

Esse é um alvo muito impactante, pois o desmatamento foi feito com uso de correntão, que é a pior forma de degradação e arranca árvores nas raízes, deixando a área sem a mínima chance de sobrevivência. Perdem o solo, a floresta e os animais que vivem ali”, afirmou Maria Luíza Gonçalves de Souza, responsável pela Coordenadoria de Operações de Fiscalização do Ibama (Cofis).

Foram apreendidos os dois tratores de esteira e o correntão utilizados. Tudo foi levado para o município de Juína, onde ficará depositado na prefeitura até que o processo seja concluído. Em havendo o perdimento dos bens, eles serão doados ao município. “Temos contado com as prefeituras, que estão tomando consciência de que a floresta em pé é mais valiosa do que derrubada. Elas estão do nosso lado”, comemora Marcus Keynes, superintendente do Ibama em Mato Grosso, que foi ao local entregar o auto de infração ao advogado do infrator.

 

 

Escrito por Badaró Ferrari Ascom/Ibama/MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário