26/06/2013 - Procurador-geral de Justiça de MT comemora reprovação da PEC 37

O procurador-geral de Justiça de Mato Grosso, Paulo Prado, comemorou a reprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 37, que previa a limitação do poder de investigação do Ministério Público em todo o país. A matéria foi analisada, ontem à noite, na Câmara dos Deputados e rejeitada por 430 votos, duas abstenções e nove parlamentares favoráveis, dentre eles o coordenador da bancada de Mato Grosso, Eliene Lima (PSD).

"Enfrentamos este obstáculo. Agora, esperamos que se regulamente de maneira que as instituições somem e não se exclua a competência do Ministério Público. Os congressistas entenderam o recado das ruas: que o povo brasileiro não quer a PEC 37", apontou Prado, em entrevista ao Diário de Cuiabá.

Conforme informou, o deputado federal mato-grossense Nilson Leitão (PSDB), líder da oposição, disse que "o Brasil vive hoje um dos maiores momentos de corrupção em sua história e foi importante a derrubada da PEC, mas precisa também de uma outra alternativa que foi protocolada hoje, que é a regulamentação da investigação criminal".

Promotores e procuradores de justiça também fizeram diversas manifestações para que a proposta fosse reprovada. Se aprovada, ela reduziria a autonomia para investigar suspeitas de corrupção e irregularidades cometidas também por políticos no exercício do mandato.

Leia ainda
Deputados rejeitam a proposta de emenda constitucional 37

 

Fonte: O Repórter do Araguaia/Alex Fama

Comentários

Data: 26/06/2013

De: Brasileiro.

Assunto: P E C 37

Parabéns povo brasileiro, Deus é justiça , a voz do povo é a voz de DEUS . Os Delegados de Polícia es os que o apoiavam na tal P E C da corrupção, são todos corruptos e corruptores, estejamos atentos com relação aos Deputados que votaram sim a emenda. Esses bandidos querem sombra , água fresca e sapatos folgado .

Novo comentário