26/07/2014 - Júlio: "princípio de hemorragia é péssimo para Taques"

Presidente regional do DEM, o ex-governador Júlio Campos defendeu que o candidato ao Governo Pedro Taques (PDT) tome providências, com urgência, para evitar uma "debandada" de lideranças políticas e candidatos da sua base. 

"Isso é péssimo. Qualquer dissidência pode pesar na hora de decidir uma candidatura", disse.

Nos últimos dias, vários candidatos recuaram e anunciaram que estão fora da disputa, entre eles dez candidatos à Assembleia Legislativa pelo PRP. 

Ele classificou as defecções recentes de "princípio de hemorragia" no projeto de Taques. 

"Estou vendo com muito surpresa essa perdas de apoios políticos e de candidatos desistindo de disputar. Acho que o Pedro Taques precisa fazer uma reunião de emergência para ver se estanca isso. Ele tem que tomar providência, e rápido", afirmou.

"O Taques precisa conversar, reunir seu conselho político, os presidentes de partidos, seus assessores e tomar algumas decisões. Isso não pode virar uma hemorragia e ficar fora de controle", disse.

Segundo o líder do DEM, a perda de apoio, neste instante, pode "dificultar muito" seu projeto. "Se quem saiu levar 10 ou 20 votos, já é prejuízo", disse. 

Começamos a perder"

Ele relembrou o que aconteceu com sua candidatura ao Governo, em 1998, quando perdeu para o então governador Dante de Oliveira, que disputava a reeleição.

"Eu sofri a primeira dissidência, naquela campanha, por parte do então prefeito Vanderlei Farias, de Barra do Garças. O Antônio Joaquim, que disputava a Câmara Federal, o convenceu a não me apoiar mais. Ao saber da notícia, meu pai, 'seo' Fiote, virou e me disse: 'Começamos a perder hoje a eleição. Toda a dissidência é ruim'", contou Campos.

Ele afirmou que não foi convidado a participar da coordenação da campanha de Taques, ou de colaborar para evitar perda de apoio.

"Estamos sendo muito pouco acionados... Não estamos participando, na verdade. Mas continuamos aguardando sermos convocados", disse.

 

DA REDAÇÃO

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário