26/10/2015 - Campanha em prol da Cidade da Saúde será lançada nos próximos dias

26/10/2015 - Campanha em prol da Cidade da Saúde será lançada nos próximos dias

A intenção da campanha é engajar a sociedade para uma nova época, uma transformação na saúde, explica Samira 

 

Será lançada nos próximos dias uma campanha para mobilizar a sociedade civil em prol da primeira fase da Cidade da Saúde, etapa que consiste na construção do novo Centro de Reabilitação Integral Dom Aquino Corrêa (Cridac), que atende atualmente em torno de 6 mil pessoas por mês. A Cidade da Saúde será construída no local onde seria o Hospital Central, que está com as obras paradas há mais de 30 anos. O projeto desta fase inicial, que acontecerá com apoio da iniciativa privada, está sendo coordenado pelo Núcleo de Ações Voluntárias do Governo de Mato Grosso, que tem à frente a primeira-dama Samira Martins. Nesta quarta-feira (21.10) foi realizada uma reunião para articular a campanha, no Palácio Paiaguás.

 

A intenção da campanha é engajar a sociedade para uma nova época, uma transformação na saúde, explica Samira. “É impossível fazer essa transformação sem a presença da sociedade civil, sem a mão deles para ajudar a reescrever esta história. Estamos nos preparando e fechando parcerias para o lançamento da campanha e para elaboração do cronograma para arrecadar fundos para a construção do Cridac no local. Estou muito entusiasmada com o resgate de uma obra que está parada há mais de 33 anos. Nós vamos devolver para a população o uso deste hospital”.

 

Rafaella Zanol - Gcom/MT
 

Secretários Paulo Brustolin, da Fazenda, e Eduardo Bermudez, da Saúde, participaram da reunião. 


A Cidade da Saúde irá levar os principais pontos de atendimento da saúde para um local único e moderno, tendo mais de cinco unidades simultâneas trabalhando de forma integrada, com objetivo de dar um atendimento de qualidade ao cidadão. “Teremos várias atividades visando angariar recursos para a elaboração do novo Cridac. Temos tido bastante apoio de entidades importantes que entendem que uma obra que fica parada por 33 anos é um descaso com o dinheiro público. É inadmissível uma estrutura deste tamanho parada. Precisamos transformar essa realidade em um atendimento adequado ao cidadão, com qualidade”, disse o secretário de Fazenda Paulo Brustolin.

O secretário esclarece que o apoio da iniciativa privada será para a construção do novo Cridac, na primeira fase do projeto. A obra será regularizada por um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) do Ministério Público Federal. A segunda fase será realizada com uso de recursos federais e todos os projetos ocorrerão por meio de licitações, para que o Estado possa prestar contas à União e órgãos de controle dentro da legalidade, explica o secretário, lembrando que o cidadão precisa de agilidade na saúde e que este é um compromisso que o governador Pedro Taques está empenhando em realizar.

 

As parcerias de entidades e empresas e o apoio de cantores nacionais, que se dispuseram a ajudar, foram destacados pela primeira-dama e pelo secretário de Fazenda, Paulo Brustolin, que também está à frente do projeto. Entre elas estão a Associação das Lojas de Materiais para Construção, Acrimat, Famato, Federação das Indústrias, Sindicato das Lojas de Materias de Construção, Todimo, Bigolin, City Lar, Ginco e São Benedito. Também foi ressaltado o trabalho voluntário, como o da arquitetura do projeto e o de reeducandos, que estão trabalhando na limpeza e manutenção do local.  

 

 

 

Redação 24 Horas News

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário