26/12/2014 - Janaína apoia Maluf à Mesa e critica possíveis "intromissões" de Taques

A deputada estadual diplomada Janaína Riva (PSD) aposta na vitória da chapa liderada por Guilherme Maluf (PSDB) na disputa à Mesa Diretora da Assembleia. A social-democrata também rejeita declarações dos possíveis adversários Emanuel Pinheiro (PR) e Eduardo Botelho (PSB), que garantem ter o apoio do futuro governador Pedro Taques (PDT).

 

"O grupo adversário fica fazendo alarde para anunciar que tem apoio do governador. Nós desejamos Assembleia  independente. Existem deputados do PDT, que são do partido do Pedro Taques, que têm mesmo entendimento. O Legislativo precisa ser fortalecido, o governo precisa respeitar a Assembleia e deputados devem ter autonomia. A discussão não é do Executivo. Só cabe aos parlamentares", disparou a parlamentar do PSD.

 

As articulações indicam que duas chapas devem disputar a Mesa Diretora em 1º de fevereiro. A chapa liderada por Guilherme Maluf deve ter Mauro Savi (PR) na 1ª Secretaria, apesar da resistência enfrentada pelo republicano. Emanuel Pinheiro deve presidir a chapa Coragem pra Mudar tendo Botelho como 1º secretário.

 

Janaína também afirma que independente de qualquer declaração de apoio, o objetivo do grupo liderado por Guilherme Maluf é ajudar o governador a realizar o que foi prometido durante a campanha. Segundo a parlamentar, todos os 13 apoiadores do tucano são comprometidos com a governabilidade. "Nosso intuito realmente é ajudar. O grupo deixou claro desde o início que pretende contribuir para o fortalecimento do Estado. O que for contra Mato Grosso, somos contra. O que for bom,  vamos ajudar a tornar realidade", completa.

 

 Filha do deputado estadual José Riva (PSD), que deixa a vida pública após ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, Janaína minimiza a influência do pai no mandato que inicia em fevereiro de 2015. "Quando ele me escolheu para ser a candidata do nosso grupo, sabia minha forma de ser e minha forma de se posicionar.  Tenho o sangue do Riva para defender aqueles que mais precisam. Não vou - e nem meu pai me pediria isso - atrapalhar o governador Pedro Taques. Eu tenho RG, tenho CPF e serei uma deputada diferente porque ninguém é igual a ninguém", conclui.

 

 

Jacques Gosch

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário