27/01/2011 19h:22 Cineasta que fará filme sobre Marechal Rondon visita Silval

Fomentar o turismo em diversos segmentos e consequentemente a economia mato-grossese fazendo com que o nome de Mato Grosso seja divulgado tanto no Brasil quanto no exterior. Com esses propósitos o governador Silval Barbosa deu sinal positivo de apoio ao projeto audiovisual sobre a história de Marechal Cândido Rondon, apresentado ontem pelo cineasta Luiz Carlos Barreto e pelos produtores Paula Barreto e Rodrigo Piovezan, durante almoço no gabinete, no Palácio Paiaguás.
Com inúmeros filmes de sucesso em seu currículo, como "Lula, filho do Brasil", Luiz Carlos Barreto explicou que a intenção é fazer um material não só de entretenimento, mas também de educação para difusão nas escolas. "Quando o Rodrigo trouxe esse projeto até nós, aos poucos vimos que o projeto tinha que ser maior como foi Marechal Rondon, que segundo muitos historiadores e jornalistas foi o maior herói brasileiro", disse o cineasta.
Ele explicou ainda que serão alguns projetos dentro de uma grande concepção, como uma minissérie, documentário, a conclusão do Memorial de Rondon no distrito de Mimoso, show no Rio de Janeiro e histórias dirigidas por diretores locais, que ao todo retratarão a cultura de Mato Grosso por meio da saga de Cândido Rondon. "Rondon é esse ícone do Brasil, que tinha missão pacificadora e integradora da nacionalidade. Ele promoveu a integração não só no sentido da convivência, mas também da comunicação, criando as primeiras linhas telegráficas no interior do Brasil e na Amazônia, locais até então impenetráveis pelo homem. O Brasil foi "descoberto" por Rondon. Foi mostrado aos brasileiros por ele e por isso queremos fazer algo à sua altura", comentou.
De acordo com Barreto o projeto é ambicioso, já que vai integrar história, política e cultura por meio da fixação da imagem dos personagens da história do Brasil. "Tivemos a posição positiva do governador. Ele teve a decisão acertada de procurar dar o apoio logístico e necessário para o sucesso desse projeto. Vamos fazer com que seja um material histórico, além de um filme internacional", disse o cineasta complementando a receptividade do chefe do Executivo estadual, que se dispôs a viabilizar meios e possibilidades de mobilização em torno desse projeto.
O cuiabano Rodrigo Piovezan falou que a parte do sonho já passou e agora vem a realidade de levar Mato Grosso nas discussões nacionais e internacionais. "Nada melhor do que uma grande figura histórica como Rondon, um índio que chegou ao mais alto escalão do exército do País, para ser retratada da forma que estamos propondo".
A previsão de início dos trabalhos é para este ano. "Começamos a pesquisa desse projeto há cinco anos. A obra está belíssima e estamos finalizando as questões de viabilizações de recursos para começar de imediato", informou o produtor.
A produtora Paula Barreto destacou a importância da parceria com o Governo do Estado já que a divulgação reflete na alavancada do turismo regional, potencializando o conteúdo sem interromper a história da localidade. "Cada Estado pode potencializar sua história e sua cultura da forma que achar melhor. Essa é a importância dessa parceria".

Fonte: Só Notícias com assessoria